Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 256 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 465 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Comissão

Câmara vai realizar reunião aberta por orçamento

Como prevê Regimento, Comissão de Finanças promoverá debate com a sociedade civil

02 dezembro 2015 - 10h08

A Câmara Municipal de Cabo Frio vai promover depois de amanhã, a partir das 10 ho­ras, uma reunião aberta à so­ciedade civil para debater e ou­vir sugestões para o orçamento do ano que vem.

A iniciativa partiu da Comis­são de Finanças, Orçamento e Gestão, presidida pelo vereador Vinícius Corrêa (PP), de acordo com o artigo 147 do Regimen­to Interno. Foram convidados representantes sindicais, de conselhos municipais e líderes comunitários, entre outros. Um representante do governo, cujo nome não foi divulgado, tam­bém vai participar do encontro. Descartando fazer uma votação ‘a toque de caixa’, o presidente da Casa, Marcello Corrêa (PP)disse que está cumprindo todos os prazos regimentais.

– Encaminhamos o orçamento, que tem o prazo de 15 dias para ser analisado pela Comissão de Finanças e retornará à Casa, por volta do dia 10, onde será aprova­do ou não pelos vereadores. Eles terão um prazo para apresentar as emendas que julgarem neces­sárias e eles serão votados junto com o orçamento – explicou o chefe do Legislativo.

Antes da iniciativa oficial da Câmara, o líder da oposição Aquiles Barreto já tinha realizado uma reunião semelhante, anteontem, também na Câmara.

– Há alguns pontos polêmicos, como reduzir em 27% o orça­mento da Saúde, aumentando o da Comunicação da cidade de Cabo Frio. E também tirar R$ 10 milhões da Indústria e Comércio, que é tratar o nosso futuro com o polo logístico, o condomínio in­dustrial e o centro de convenções. Fiquei espantado com alguns nú­meros e temos que dar algumas soluções a isso – disse o vereador do Solidariedade.

O orçamento previsto pelo go­verno para 2016 voltou à Câmara na última quinta-feira e está esti­mado em R$ 863 milhões.