Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Comissão

Câmara vai realizar reunião aberta por orçamento

Como prevê Regimento, Comissão de Finanças promoverá debate com a sociedade civil

02 dezembro 2015 - 10h08

A Câmara Municipal de Cabo Frio vai promover depois de amanhã, a partir das 10 ho­ras, uma reunião aberta à so­ciedade civil para debater e ou­vir sugestões para o orçamento do ano que vem.

A iniciativa partiu da Comis­são de Finanças, Orçamento e Gestão, presidida pelo vereador Vinícius Corrêa (PP), de acordo com o artigo 147 do Regimen­to Interno. Foram convidados representantes sindicais, de conselhos municipais e líderes comunitários, entre outros. Um representante do governo, cujo nome não foi divulgado, tam­bém vai participar do encontro. Descartando fazer uma votação ‘a toque de caixa’, o presidente da Casa, Marcello Corrêa (PP)disse que está cumprindo todos os prazos regimentais.

– Encaminhamos o orçamento, que tem o prazo de 15 dias para ser analisado pela Comissão de Finanças e retornará à Casa, por volta do dia 10, onde será aprova­do ou não pelos vereadores. Eles terão um prazo para apresentar as emendas que julgarem neces­sárias e eles serão votados junto com o orçamento – explicou o chefe do Legislativo.

Antes da iniciativa oficial da Câmara, o líder da oposição Aquiles Barreto já tinha realizado uma reunião semelhante, anteontem, também na Câmara.

– Há alguns pontos polêmicos, como reduzir em 27% o orça­mento da Saúde, aumentando o da Comunicação da cidade de Cabo Frio. E também tirar R$ 10 milhões da Indústria e Comércio, que é tratar o nosso futuro com o polo logístico, o condomínio in­dustrial e o centro de convenções. Fiquei espantado com alguns nú­meros e temos que dar algumas soluções a isso – disse o vereador do Solidariedade.

O orçamento previsto pelo go­verno para 2016 voltou à Câmara na última quinta-feira e está esti­mado em R$ 863 milhões.