Assine Já
terça, 09 de março de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 27363 Óbitos: 943
Confirmados Óbitos
Araruama 6957 183
Armação dos Búzios 3264 33
Arraial do Cabo 883 38
Cabo Frio 7568 362
Iguaba Grande 2584 58
São Pedro da Aldeia 3610 130
Saquarema 2497 139
Últimas notícias sobre a COVID-19
LOA 2016

Cabo Frio: prefeitura publica orçamento de 2016 sem emendas

Vereadores pedem revogação e manifestação pública do prefeito

26 janeiro 2016 - 10h56

Os vereadores de Cabo Frio consideraram ilegal a publicação do orçamento deste ano na edição do fim de semana do jornal Noticiário dos Lagos (dias 20, 21 e 22 deste mês). Os vereadores questionaram a ausência de 15 emendas e prometeram levar o tema à próxima sessão para tomar providências como o pedido de revogação e manifestação pública do prefeito Alair Corrêa (PP).

Os parlamentares afirmaram que o prefeito Alair Corrêa não publicou o veto – que seria posteriormente analisado na Câmara. A publicação, portanto, impossibilita a apreciação em até cinco dias úteis. A emenda (modificativa número 4 do ano passado) mais importante da Casa era de Adriano Moreno (Rede) e propunha a transferência de R$ 50 milhões para a Saúde. Uma emenda (aditiva número 22), proposta por Celso Campista, pedia a construção de uma creche no bairro São Jacinto, no segundo distrito.

O vereador Aquiles Barreto (PSD) quer convocar sessão extraordinária, mas precisaria da autorização da mesa diretora – composta pelo presidente da Casa, Marcelo Corrêa (PP), filho do prefeito. Caso o pedido não seja atendido, Aquiles pretende ir à Justiça.

– A Câmara está em recesso. E quem convoca a sessão extraordinária é a mesa diretora, que pertence a ele. Então, vou à Justiça questioná-lo e, ao entrar nos trabalhos, pedirei a revogação das emendas. Caso não seja cumprido, pedirei o afastamento do prefeito por não respeitar o órgão fiscalizador – dispara.

O vereador Jeferson Vidal (PSC) revelou que a maioria da casa é favorável às emendas.

– Dentre os 17 vereadores, uns 12 são a favor das emendas. Tem que publicar o orçamento com as emendas. Elas podem ser vetadas, mas é preciso respeitar os votos do Legislativo. A Folha entrou em contato com o assessor especial do prefeito, Edinho Ferrô, que não retornou as ligações.