Assine Já
terça, 03 de agosto de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46523 Óbitos: 1889
Confirmados Óbitos
Araruama 11454 362
Armação dos Búzios 5517 58
Arraial do Cabo 1588 87
Cabo Frio 12706 765
Iguaba Grande 4804 116
São Pedro da Aldeia 6205 275
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
VOLTOU ATRÁS

Bolsonaro decide retirar de MP artigo que permitiria suspensão de salários por quatro meses

Após muitas críticas à medida, anúncio foi feito na tarde desta segunda (23)

23 março 2020 - 14h41Por Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou por meio de seu perfil no Twitter, no começo da tarde desta segunda-feira (23), que retirou o artigo 18 da Medida Provisória (MP) 927, que permitia às empresas a suspensão dos contratos de trabalho por até quatro meses, sem o pagamento de salários. A MP foi decretada em função da pandemia de coronavírus.

 

- Determinei a revogacao do art.18 da MP 927 que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário.

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) March 23, 2020

 


Desde o anúncio da MP, que flexibiliza as relações trabalhistas em função da pandemia, a medida vinha sendo criticada. O texto previa a possibilidade de o trabalhador fazer cursos de qualificação durante a suspensão do contrato, podendo receber uma espécie de ajuda de custo, que não se configuraria como salário. No entanto, essa ajuda não seria obrigatória.

Estão mantidos na MP artigos como o que permite o trabalho de casa (home office), a antecipação das férias individuais e o banco de horas. O texto também prevê a suspensão do recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) nos meses de março e abril. A MP já está em vigor, ma precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional para não perder a validade.








 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.