Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
salários

Após protesto, salários da Guarda Municipal devem sair hoje

Agentes fizeram manifestação na sede da Prefeitura e da secretaria de Fazenda nesta quarta (14)

14 setembro 2016 - 19h57Por Rodrigo Branco I Foto: Divulgação
Após protesto, salários da Guarda Municipal devem sair hoje

Aderindo a uma rotina já incorporada à agenda de protestos de outros funcionários públicos de Cabo Frio, guardas municipais fizeram ontem uma manifestação na secretaria de Fazenda, no Centro, para cobrar salários atrasados referentes a agosto.
Ao que tudo indica, a pressão surtiu resultado, pois, de acordo com representantes da associação que representa a categoria,  o dinheiro deve sair hoje ou amanhã.


– Depois da manifestação, fomos informados  que a folha da Guarda havia sido fechada e o salário sairia amanhã (hoje) ou sexta. Acredito que o protesto teve influência (no pagamento) pois quando chegamos na secretaria de Fazenda a folha ainda não tinha sido fechada – garante o secretário da Associação dos Guardas Municipais, Rogério Carvalhaes.


Entretanto, apesar da promessa, os guardas municipais permanecerão aquartelados na sede da corporação, em São Cristóvão, enquanto o pagamento não for liberado. Enquanto isso não acontece, apenas 30% do efetivo permanecerá nas ruas, conforme previsto na lei.
A estratégia é a mesma adotada no mês passado, quando os vencimentos foram pagos aos agentes após o quinto dia útil do mês, contrariando o que diz a legislação trabalhista.


No começo da semana, coveiros da cidade paralisaram serviços também por conta da falta de pagamento dos salários. Assim como aconteceu há cerca de dois meses, familiares de pessoas que aguardavam o sepultamento de parentes se irritaram e fecharam a ponte Feliciano Sodré em protesto pela situação, provando um engarrafamento de mais de três quilômetros.


De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Cabo Frio (Sindicaf), Olney Vianna, foram pagos apenas os salários-base, sem gratificações e outros direitos como triênio e insalubridade.


Enquanto isso, servidores da Saúde, da Educação e de outras secretarias seguem sem previsão de quando receberão os salários, vários deles ainda de julho, e outros direitos como vale-transporte e parcelas do 13º de 2015.