Assine Já
sábado, 25 de janeiro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
Apartamento
POLÍTICA

Apesar da negativa de Witzel, Clésio mantém esperança por 13º

Secretário de Fazenda de Cabo Frio afirma que pagamento ainda não está descartado

05 dezembro 2019 - 19h44Por Rodrigo Branco
Apesar da negativa de Witzel, Clésio mantém esperança por 13º

O secretário de Fazenda de Cabo Frio, Clésio Guimarães, afirmou ontem que mantém as esperanças de fazer o pagamento do décimo terceiro salário para o funcionalismo antes do próximo dia 20, mesmo após o governador Wilson Witzel descartar qualquer possibilidade de ajuda financeira para essa finalidade. Para hoje, de acordo com o calendário divulgado pela prefeitura, está previsto o pagamento do salário de novembro para os estatutários da Educação e da Administração.

Segundo Clésio, apesar da negativa de Witzel, a ajuda ainda pode vir do próprio governo do estado, por meio da Associação Estadual de Municípios (Aemerj). 

– Ontem (anteontem) foi publicado um decreto do estado que destina recursos para o Fundo Municipal de Saúde. Esse dinheiro nos desonera desse compromisso e sobra para ajudar no pagamento – diz Clésio, de certa forma, endossando o raciocínio do governador de que repasses para outros setores são ‘ajudas indiretas’ para dar um refresco na folha de pagamento dos município.

A segunda alternativa, um possível empréstimo bancário, tendo como garantia as parcelas trimestrais dos royalties do petróleo para 2020, também avançou nos últimos dias, diz o secretário. O problema em termos de tempo hábil é que a operação necessita do aval da Câmara Municipal para acontecer. Certo mesmo é que o município não tem recursos, hoje, para quitar o décimo terceiro.

– Não temos recursos nossos para pagar, mas a gente só desiste quando chega ao fim. A gente não descartou (o pagamento do 13º este ano).  

Renatinho: “nossa expectativa não foi correspondida”

Outro município que pediu ajuda para fechar o ano foi Arraial do Cabo. O prefeito Renatinho Vianna (Republicanos), apesar de lamentar a falta de auxílio para o pagamento do décimo terceiro, declarou que já busca alternativas para que o direito trabalhista seja pago ainda em 2019.

– Nós estamos trabalhando e muito otimistas que vamos conseguir pagar o décimo terceiro ainda dentro desse mês. O salário de dezembro é que, provavelmente, fique para o começo de janeiro. Estamos trabalhando como sempre trabalhamos, mas quem criou essa expectativa (de ajuda) foi o próprio governo do estado – disparou Renatinho.

A falta de boas notícias quanto a uma possível ajuda financeira para o décimo terceiro foi mais um ducha de água fria, após a visita oficial do governador. Segundo o prefeito, nem toda a verba anunciada por Witzel é ‘dinheiro novo’ para a cidade.

– Claro que toda ajuda é bem-vinda, mas a gente tinha uma expectativa, que não foi correspondida, verdade seja dita. Quando ele anuncia aqueles cheques, trata-se do valor que o estado tem a obrigação de repassar para a Saúde, mas que por muito tempo não foi repassado, pela gestão catastrófica passada. Anunciou-se R$ 800 mil de investimento na Educação, é bom esclarecer isso, para duas escolas estaduais, nada para o município. Todo investimento em Educação é válido, mas o município não teve benefício nenhum. A obra da curva da Prainha é obrigação do estado. Vemos municípios com mais condições que Arraial do Cabo sendo bem mais beneficiados. Quero crer que não seja porque o partido dele tem um candidato a prefeito na nossa cidade [o empresário Marcelo Magno]. De qualquer forma, agradeci e coloquei Arraial de portas abertas, como sempre fiz – disse o prefeito, insatisfeito com o tratamento dado ao município. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.