Assine Já
quinta, 16 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
13ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 3553 Óbitos: 207
Confirmados Óbitos
Araruama 671 42
Armação dos Búzios 288 8
Arraial do Cabo 88 11
Cabo Frio 1067 66
Iguaba Grande 257 20
São Pedro da Aldeia 565 21
Saquarema 617 39
Últimas notícias sobre a COVID-19
Política

Janio: 'Alair Corrêa está abaixo do volume morto'

Marquinho disse estar ‘muito feliz’; enquanto Alfredo e Walmir confirmam pretensões

30 julho 2015 - 09h32

Rodrigo Branco

 

Embora não tenha sido visto exatamente como uma surpre­sa, o anúncio via Facebook fei­to anteontem pelo prefeito Alair Corrêa (PP) de que concorrerá à reeleição no ano que vem re­percutiu bastante junto aos seus aliados e adversários.

Ainda que, no texto, Alair te­nha afirmado que não irá se opor a candidaturas de pessoas do seu grupo político, com reações va­riadas, os personagens mencio­nados dizem que a ‘permissão’ dada pelo alcaide não altera suas pretensões eleitorais.

Um dos citados na postagem, o secretário de Esportes e La­zer, Alfredo Gonçalves, que em 2012 abriu mão de sua candida­tura em prol de Alair, disse que desta vez caminhará com o man­datário do início ao fim da cam­panha. Segundo ele, seu objetivo é retornar à Câmara Municipal.

– Isso não muda em nada os meus planos. Já esperava que ele fosse candidato. Eu estou junto com ele e o PV (partido de Al­fredo) também o apoiará. Sou candidato a vereador – afirmou Alfredo.

Como esperado, a confirma­ção de que o prefeito tentará o quinto mandato foi vista com reservas pelos principais adver­sários. Cada um ao seu estilo, os deputados Marquinho Mendes (PMDB) e Janio Mendes (PDT) apostam que a estratégia do pre­feito é diluir sua força eleitoral.

– É um direito constitucional dele ser candidato à reeleição. Mas paricularmente estou ‘mui­to feliz’ por enfrentar Alair nas próximas eleições, pois a popu­lação vai ter a oportunidade de comparar os governos e ela cer­tamente saberá avaliar qual foi o melhor – ironiza Marquinho.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quinta (30)