Assine Já
segunda, 21 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
pacote

Alerj muda pauta de novo e votação de itens polêmicos de pacote será nesta quarta

Apreciação de aumento da contribuição previdenciária estava marcada para segunda (12)

10 dezembro 2016 - 17h01Por Redação | foto: Divulgação
Alerj muda pauta de novo e votação de itens polêmicos de pacote será nesta quarta

Pela segunda vez, foi alterada a data da votação dos itens mais polêmicos do pacote de medidas de austeridade do governo estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Foi remarcada para esta quarta-feira (14) a apreciação do projeto de lei que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores ativos e aposentados de 11% para 14% e dos patrões de 22% para 28% e do que congela até 2020 o aumento salarial dos servidores que estava previsto para os próximos três anos. 

Originalmente essas matérias seriam votadas na quinta-feira (15), mas houve uma antecipação já para esta segunda (12). A Alerj informou que o motivo do adiamento seja um maior tempo para negociação das propostas, mas a suspeita é que a medida seja uma forma de ganhar tempo para se preparar dos prováveis protestos de servidores do lado de fora do Palácio Tiradentes, cuja segurança novamente será reforçada.

Com a retirada desses itens da pauta, não haverá votação na segunda-feira (12). No dia seguinte, será apreciado o projeto que aumenta as alíquotas do ICMS. Por causa da pressão popular, de decisões judiciais e da negociação com sindicatos, apenas 12 das 22 propostas originais do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) estão sendo debatidas. As demais forma devolvidas ao Poder Executivo.