Assine Já
sábado, 15 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
CONSEQUÊNCIAS

Alerj aprova primeiro projeto relacionado à CPI do Hospital da Mulher

Matéria autoriza a criação de Centros de Parto Normal em todo o estado do Rio

03 novembro 2020 - 18h20Por Redação

Foi aprovado nesta terça-feira (03) o primeiro  projeto de lei que em decorrência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) que investiga mortes de recém-nascidos no hospital da Região dos Lagos. O projeto 1647/2019 de autoria da Comissão Parlamentar de Inquérito, presidida pela deputada Renata Souza (PSOL), autoriza a criação de Centros de Parto Normal no estado do Rio de Janeiro.

A CPI que apurou os óbitos de bebês  no Hospital Municipal da Mulher de Cabo Frio, instituída pela Resolução nº 05/2019, identificou que, apesar de todas as normas e recomendações para a humanização do atendimento à saúde no pré-parto, parto e pós-parto, esta é uma realidade ainda distante da assistência à gestante, à parturiente e à puérpera. A deputada  chamou a atenção para a necessidade de assegurar o direito ao parto normal.

“A criação de Centros de Parto Normal visa estimular as mulheres e possibilitar a escolha do parto normal como modalidade preferencial no Plano de Parto, com vistas ao enfrentamento do alto índice de cesarianas realizadas no Brasil” .

A humanização do parto é a diretriz do SUS que baseia a necessária mudança de paradigma de assistência à gestante e à puérpera. Tal mudança está baseada em evidências científicas que privilegiem à mesma o acesso a informações sobre direitos e conhecimentos, permitindo, assim, condição ativa na construção do plano de parto e em decisões acerca dos procedimentos a serem tomados antes, durante e após o mesmo.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.