Assine Já
segunda, 28 de setembro de 2020
Região dos Lagos
35ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Alerj

Alerj aprova contas de 2014 de Cabral e Pezão

Apesar de omissão de dívida de R$ 1 bi, foram 50 votos favoráveis e apenas oito contrários

19 agosto 2015 - 10h19

O plenário da Assembleia Legislativa (Alerj) aprovou nesta terça-feira (18) as contas do Governo do Estado, referentes ao ano de 2014, que compreende gestões de Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão, ambos do PMDB. Foram 50 votos favoráveis; oito contrários e seis abstenções. Na semana passada, a Comissão de Orçamento e Finanças da Casa já tinha se posicionado favoravelmente à aprovação da papelada, com exceção do deputado Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB). A matéria causou muita polêmica, em função da acusação feita por opositores e técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) de 'pedaladas fiscais' cometidas pelo governo, por causa da omissão de uma dívida de R$ 1 bilhão, fazendo o resultado passar de déficit de R$ 878 milhões para superávit de R$ 122 milhões.

Para os técnicos do TCE-RJ, Cabral e Pezão infringiram a Lei de Responsabilidade Fiscal, pois teriam contraído a dívida omitida nos últimos oito meses de mandato, sem condições de pagá-la. No entanto, apesar da recomendação, o relatório, de autoria de Aloysio Neves Guedes, chefe de gabinete de Cabral quando ele era presidente da Alerj (1995-2003), já tinha sido aprovado pelos conselheiros do Tribunal.