Assine Já
domingo, 05 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53720 Óbitos: 2188
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6584 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5572 147
São Pedro da Aldeia 7051 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Política

Alair rechaça Marquinho e elogia José Bonifácio

Ex-prefeito revela que não é pré-candidato e diz que foi traído por Adriano

03 abril 2019 - 08h27
Alair rechaça Marquinho e elogia José Bonifácio

Em entrevista a Sidnei Marinho, ontem, na Litoral News, o ex-prefeito Alair Corrêa (PRP) disse que não será candidato no ano que vem, mas avisou que usará de sua influência política para participar ativamente das eleições. Ele rechaçou a possibilidade de estar no mesmo palanque que Marquinho Mendes (MDB) – o ex-aliado de Alair declarou  na sexta passada, na Jovem TV, que não descarta aliança com o antigo desafeto – e disse que cogitaria apoiar José Bonifácio (PDT), seu outro adversário histórico. 

– Estar no palanque com ele [Marquinho], não, porque tivemos momentos ruins... (...) Ele me traiu, fica quatro anos no governo e, quando sai, larga uma bomba na minha mão [refere-se ao Plano de Cargos e Salários (PCCR)], mas não vou dizer que não o ajudaria se fosse preciso.
Enquanto isso, Alair adjetivou Bonifácio como “um homem de bem”.

– Têm alguns candidatos, uns mais ou menos, outros horrorosos, para a eleição. Dentre eles Zé [Bonifácio], um homem de bem, cabofriense. Se eu não for candidato, voto em Zé Bonifácio – declarou durante a entrevista, enquanto ainda não havia colocado fim ao mistério sobre a possível candidatura dele em 2020. 

– Quero dizer aos meus eleitores, meus amigos, meus adversários, que não serei candidato, mas não pensem que estarei fora das decisões politicas. Estarei mais ativo que nunca – afirmou o ex-prefeito, dizendo que pode ser uma espécie de conselheiro para o futuro prefeito da cidade.

Seus conselhos, lamentou, foram negados pelo atual prefeito Adriano Moreno (Rede), a quem fez duras críticas. Alair disse que, durante as eleições, direcionou o apoio de todo o seu grupo político para o apoio à candidatura do atual prefeito. Segundo ele, chegou a haver uma reunião de Adriano no Clube Progresso, em São Cristóvão, no qual as pessoas chegavam a se perguntar se era uma reunião de Alair. Durante a campanha, porém, Adriano reiteradamente tentou desvincular sua imagem à de Alair.

– As pessoas não imaginam o que fiz por Adriano – afirmou, revelando:

– Conclamei todos os meus cabos eleitorais.

Alair disse que se sentiu abandonado por Adriano na ocasião da reprovação das suas contas como prefeito em 2015 e 2016 pela Câmara de Cabo Frio, em outubro do ano passado. As contas já haviam sido reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ).
Alair disse que tentou alertar o prefeito da situação, através de mensagens, mas foi ignorado.

– Então, ele viajou para a China. Depois, em entrevista na rádio, quando perguntaram sobre a votação das contas, ele disse que não sabia que tinha acontecido. Todo mundo em Cabo Frio sabia da votação! – exclamou. 

Com a reprovação das contas, Alair ficou inelegível por oito anos, por conta da Lei da Ficha Limpa.

O ex-prefeito ainda definiu Adriano como homem político com falta de pulso e coragem. 

– Tenho Adriano como uma pessoa fraca nas decisões.

Para o ex-prefeito, que deixou o mandato no final de 2016 com salários de servidores atrasados, obras paradas, greve dos profissionais da educação, crise na saúde e problemas no ordenamento e limpeza, a culpa não foi dele. Alair acha injusto ser julgado pelos dois últimos anos de governo, quando, segundo ele, em 50 anos de vida pública fez tudo por Cabo Frio. 

– Ficar sem pagamento é difícil, mas não tinha como pagar – disse, em relação aos atrasos salariais.