Assine Já
quinta, 24 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
prefeito

Alair espera resolver pendências com a Justiça no STJ

Prefeito de Cabo Frio terá agravo regimental de sua defesa julgado no próximo dia 4

16 julho 2016 - 11h20Por Rodrigo Branco
Alair espera resolver pendências com a Justiça no STJ

Queimando os últimos car­tuchos para tentar se livrar dos problemas judiciais e, deste modo, concorrer ao seu quin­to mandato, o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), terá nova chance para reverter a con­denação na corte do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

No próximo dia 4, o colegia­do do STJ vai julgar um agravo regimental no recurso especial interposto pela defesa de Alair no processo em que ele respon­de por improbidade administra­tiva em função de irregularida­des encontradas na sua segunda gestão, entre 1997 a 2000.

A alegação da defesa é que há vícios não apenas no proces­so mas na decisão da relatora, a ministra Regina Helena da Cos­ta, que, em maio, indeferiu um agravo de instrumento apresenta­do pela defesa do atual prefeito.

Há uma semana, exatamente por temer a impugnação de sua candidatura, o prefeito anunciou a desistência da disputa para apoiar o tucano Paulo César, com o sobrinho Paulo Henrique Corrêa como vice.

Entretanto, pouco depois, pessoas ligadas a Alair afirma­ram que o prefeito voltou atrás por pressão do partido e um su­posto pedido do governador in­terino Francisco Dornelles.

Enquanto Alair aposta as úl­timas fichas para conseguir re­gistrar a candidatura, em que pese os problemas de populari­dade que enfrenta, um dos seus principais adversários políticos, o deputado federal Marquinho Mendes (PMDB) acredita que suas pendências judiciais não impedirão de disputar as elei­ções em outubro. Cautelosa, sua defesa prefere não comentar o assunto, mas o deputado se sai com uma frase de efeito para comentar a condição jurídica.

– Sou médico e não advoga- do. Minha defesa está cuidando disso. Mas digo que sou o único candidato ficha limpa e elegível – afirma.

* Confira matéria completa na edição deste fim de semana do jornal impresso da Folha dos Lagos.