Assine Já
segunda, 13 de julho de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1037 64
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
prefeito

Alair espera resolver pendências com a Justiça no STJ

Prefeito de Cabo Frio terá agravo regimental de sua defesa julgado no próximo dia 4

16 julho 2016 - 11h20Por Rodrigo Branco
Alair espera resolver pendências com a Justiça no STJ

Queimando os últimos car­tuchos para tentar se livrar dos problemas judiciais e, deste modo, concorrer ao seu quin­to mandato, o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), terá nova chance para reverter a con­denação na corte do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

No próximo dia 4, o colegia­do do STJ vai julgar um agravo regimental no recurso especial interposto pela defesa de Alair no processo em que ele respon­de por improbidade administra­tiva em função de irregularida­des encontradas na sua segunda gestão, entre 1997 a 2000.

A alegação da defesa é que há vícios não apenas no proces­so mas na decisão da relatora, a ministra Regina Helena da Cos­ta, que, em maio, indeferiu um agravo de instrumento apresenta­do pela defesa do atual prefeito.

Há uma semana, exatamente por temer a impugnação de sua candidatura, o prefeito anunciou a desistência da disputa para apoiar o tucano Paulo César, com o sobrinho Paulo Henrique Corrêa como vice.

Entretanto, pouco depois, pessoas ligadas a Alair afirma­ram que o prefeito voltou atrás por pressão do partido e um su­posto pedido do governador in­terino Francisco Dornelles.

Enquanto Alair aposta as úl­timas fichas para conseguir re­gistrar a candidatura, em que pese os problemas de populari­dade que enfrenta, um dos seus principais adversários políticos, o deputado federal Marquinho Mendes (PMDB) acredita que suas pendências judiciais não impedirão de disputar as elei­ções em outubro. Cautelosa, sua defesa prefere não comentar o assunto, mas o deputado se sai com uma frase de efeito para comentar a condição jurídica.

– Sou médico e não advoga- do. Minha defesa está cuidando disso. Mas digo que sou o único candidato ficha limpa e elegível – afirma.

* Confira matéria completa na edição deste fim de semana do jornal impresso da Folha dos Lagos.