Assine Já
quinta, 16 de setembro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 50529 Óbitos: 2055
Confirmados Óbitos
Araruama 12146 429
Armação dos Búzios 6138 64
Arraial do Cabo 1679 90
Cabo Frio 13948 821
Iguaba Grande 5338 134
São Pedro da Aldeia 6812 284
Saquarema 4468 233
Últimas notícias sobre a COVID-19
alair Corrêa

Alair Corrêa: Juiz vai intimar MP

Promotores vão se manifestar sobre justificativas do prefeito em ação que pede seu afastamento

24 setembro 2016 - 10h17
Alair Corrêa: Juiz vai intimar MP

A Justiça de Cabo Frio deve intimar em breve o Ministério Público para se manifestar sobre as justificativas do prefeito Alair Corrêa (PP) na ação que pede o seu afastamento do cargo por improbidade administrativa. O pedido foi feito pela 2ª Promotoria de Tutela Coletiva em 19 de julho.

De posse das justificativas e dos comentários dos promotores, a 1ª Vara Cível da cidade vai decidir se aceita a inicial – ação pública com todas as denúncias que a ela deram origem, como nepotismo, interferência no Poder Legislativo, entre outras – e cita o prefeito.

Segundo uma fonte ligado ao MP, o processo de improbidade corre de forma diferente de outros tipos de processo, no qual o réu é citado de imediato. Em ações de improbidade, em primeiro lugar é feita uma notificação para que justificativas sejam enviadas em um prazo de 30 dias úteis.

Curiosamente, a manifestação prévia de Alair aconteceu apenas cinco dias depois, em 16 de agosto, caso raro, uma vez que uma das motivações da ação é justamente a falta de transparência nas ações governamentais. Em coletiva de imprensa, um dos promotores chegou a dizer que o prefeito ‘se esconde para não ser notificado’.

Memória – A ação civil pública que pede a saída de Alair é resultado de uma força-tarefa da Promotoria. As acusações ao prefeito são: violação da independência entre os poderes; nepotismo na administração municipal; caos nos serviços públicos; falta de prestação de contas; falta de transparência de atos oficiais; descumprimento de ações judiciais e atrasos no pagamento dos funcionários municipais.