Assine Já
quarta, 23 de setembro de 2020
Região dos Lagos
21ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7942 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1581 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 231 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 649 36
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
violencia

Setembro é o mês mais violento na região desde maio de 2014

Homicídios este ano freiam queda registrada no Anuário de Segurança Pública

05 novembro 2016 - 09h48Por Rodrigo Branco
Setembro é o mês mais violento na região desde maio de 2014

RODRIGO BRANCO

Um homem identificado como Marcos Rodrigo Gomes da Rosa, de 31 anos, foi executado com mais de dez tiros de pistola .40 na Estrada do Regamé, em Araruama, na madrugada de ontem. O caso é um mistério para a polícia, pois Marcos não tinha antecedentes criminais.

Esse é o quinto homicídio na Região dos Lagos apenas nos primeiros dias de novembro. Em outubro, foram 29. São dados extraoficiais, mas que confirmam a tendência de escalada na criminalidade na região.

Segundo o mais recente relatório do Instituto de Segurança Pública (ISP), em setembro foram registrados 37 homicídios nos setes municípios que compõem a 25ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp). Este é o mais alto índice de mortes violentas desde maio de 2014, quando ocorreram 36.

O crescimento no número de assassinatos acontece de forma consistente desde junho, quando ocorreram 15 homicídios. No mês seguinte, foram 19. Em agosto, esse número saltou para 26.

Os últimos índices jogam por terra o esforço que vinha sendo feito pela secretaria estadual de Segurança Pública para frear a violência no estado, por meio da criação das UPPs e dos núcleos de investigação de homicídio da Polícia Civil. O resultado dessas iniciativas foi a queda no número de mortes violentas no estado do Rio entre 2014 e 2015, registrada no Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado esta semana pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Ao todo, em 2014, 4.942 pessoas foram mortas em território fluminense contra 4.200 no ano passado, o que representa uma queda de 15,5%. A Região dos Lagos acompanhou a tendência e registrou uma redução de 5,5% no índice de assassinatos, ao passar de 271 para 256 no mesmo período, segundo o ISP. 

*Leia a reportagem completa na edição impressa da Folha dos Lagos deste fim de semana