Assine Já
quinta, 24 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
ruy frança

Saída com sensação de dever cumprido

Ruy França, comandante da PM, se despede do 25º BPM na próxima terça

06 janeiro 2016 - 09h54
Saída com sensação de dever cumprido

Tranquilo, de consciência limpa e em clima de despedida, Ruy França reforçou a confiança conquistada pela PM em sua saída do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que abrange a Região dos Lagos. Ontem pela manhã, foi oficializada a transferência do tenente-coronel para o 35º BPM, em Itaboraí, que será realizada nesta terça. Quem substituirá o comandante será o coronel Henrique de Oliveira Silva, que atua na unidade para qual Ruy França foi destinado. Ele chega em Cabo Frio na próxima segunda-feira.

Desde 2013 no combate ao crime na Região dos Lagos, Ruy França já foi cogitado para assumir outras áreas, mas uma mobilização conhecida como Fica Ruy exerceu grande pressão popular para a permanência no ano retrasado. Dessa vez, pelo jeito, os pedidos de nada adiantaram, até porque a transferência foi publicada no Diário Oficial na manhã de ontem.

– Considero um período pessoal de muita satisfação principalmente por a gente resgatar a confiança da população no nosso trabalho. Conseguimos recuperar credibilidade da nossa instituição, do nosso batalhão. Além das amizades conquistadas e do respeito da população. Ruy França se despede sabendo que a região está entregue a boas mãos.

– É uma pessoa capaz (Henrique de Oliveira Silva). Já comandou outro batalhão. Espero que o atual batalhão dê um suporte para ele fazer um bom trabalho – comentou.

O combate ao tráfico foi a principal característica. Para Ruy França, esse continua sendo o maior desafio da segurança pública da região.

– O maior problema da região é o trafico de drogas. Vemos a ação de facções atuando na região de maneira muito exponencial. Precisamos debater essa questão enquanto sociedade civil organizada. Há uma crise de financiamento dessas drogas, que trazem violência aos quatro cantos da região – afirma.

Ele salienta o esforço de toda a corporação para garantia da segurança. E é com a sensação de dever cumprido que se despede.

– Foram muitas amizades conquistadas nessa passagem. Preciso dar o agradecimento a todos os policiais pela nossa dinâmica de trabalho. Eles se esforçaram muito para que conseguisse ter os resultados ao longo desse tempo. Isso é provado pelo número de prisões e de armas e drogas retiradas das ruas. Foi uma série de ações bem sucedida que nos deixa com a sensação de dever cumprido.

Sobre a nova etapa na carreira, Ruy se mantém otimista para repetir a atuação pela Região dos Lagos.

– Espero desenvolver lá um trabalho satisfatório da mesma maneira que fiz aqui. Pretendo conseguir a confiança e o respeito dos policias – finaliza.

 

*Foto Eduander Silva