Assine Já
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26207 Óbitos: 900
Confirmados Óbitos
Araruama 6686 181
Armação dos Búzios 3181 32
Arraial do Cabo 844 37
Cabo Frio 7163 342
Iguaba Grande 2472 54
São Pedro da Aldeia 3486 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
Roubos

Roubos de celulares crescem na região no mês de julho

Polícia Militar afirma que crimes contra o patrimônio estão em queda

23 agosto 2019 - 20h22Por Rodrigo Branco
Roubos de celulares crescem na região no mês de julho

Uma modalidade específica de crime, o roubo de celulares, está em alta na Região dos Lagos. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), em julho, foram feitas 50 ocorrências nos municípios na área de cobertura do 25º Batalhão da Polícia Militar (25º BPM), sendo 17 em Cabo Frio e 17 em Araruama.


Embora a quantidade absoluta não pareça expressiva, em termos percentuais, o aumento é de 43% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando houve 35 anotações criminais feitas nas delegacias da região. 


Uma prova de que é preciso ficar atento ao redor quando se está de olho na tela do aparelho é o número acumulado nos sete primeiros meses do ano. Entre janeiro e julho deste ano, 307 aparelhos foram levados por ladrões contra 193, em 2018. Um aumento de 59% de um ano em relação ao anterior. 


Com relação aos roubos de modo geral, houve diminuição em julho. Todas as modalidades do crime totalizaram 229 ocorrências, enquanto no mesmo mês do ano passado, foram 254. Isso representa uma diminuição de cerca de 10%. 


No entanto, mais uma vez no acumulado do ano, houve aumento significativo. Nos sete primeiros meses deste ano, foram 1.744 ocorrências; sendo 834 com pedestres; 307 de celulares e 215 de veículos. Em 2018, no mesmo período, foram 1.563 registros, sendo 715 com pedestres; 193 de celulares e 226 de veículos. De um ano para o outro, o acréscimo foi de 11,5%.


Em nota, a assessoria de comunicação da Polícia Militar questionou os números. Segundo a corporação, os indicadores de crime contra o patrimônio também estão em trajetória de queda nos municípios da Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) 25 (área do 25º BPM). A PM disse ainda que à exceção de Cabo Frio, os roubos de rua, por exemplo, tiveram redução nos demais municípios da Região dos Lagos.


O texto informa ainda que em Cabo Frio, o comando do 25º BPM adotou um novo modelo de policiamento e, por isso, o indicador “Total de roubos” já apresentou queda de 10% em julho deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado. E a expectativa é de que em agosto essa redução seja ainda maior, como apontam os números preliminares de agosto, ainda não oficiais.


Queda na letalidade violenta – Os dados do ISP apontam ainda para um cenário de redução no índice de letalidade violenta, que representa o somatório de homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte, latrocínio (roubo seguido de morte) e morte por intervenção da polícia. Em julho, esse número ficou em 27 ocorrências em toda a região, a mesma quantidade de 2018. Contudo no acumulado janeiro-julho, foram feitos 170 registros nas delegacias da região, contra 211 nos sete primeiros meses de 2018, o que representa uma redução de 19,4%.


O único índice dentro da letalidade violente que teve aumento de um ano para o outro foi o de mortes por intervenção de policiais. Essa estatística em particular passou de 24 para 32 no período de um ano, o que representa um aumento de 33%.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.