Assine Já
quinta, 07 de julho de 2022
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
VIAJE BEM Confira 331 hospedagens bem avaliadas na Região dos Lagos
SEGURANÇA PÚBLICA

Região dos Lagos registra menor número de homicídios dolosos em dez anos

De acordo com ISP, foram 216 mortes violentas nos sete municípios, o terceiro menor índice desde 2003

28 janeiro 2022 - 15h40Por Rodrigo Branco

A Região dos Lagos registrou o menor número de ocorrências de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) desde 2011, de acordo com o relatório referente ao ano passado que foi divulgado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Nos 12 meses de 2021, os sete municípios que fazem parte da 25ª Área Integrada de Segurança Pública (25ª Aisp) totalizaram 216 casos, uma redução de 4,4% em relação a 2020. 

O índice apurado dessa modalidade de crime no ano passado também foi o terceira menor desde 2003, perdendo apenas para 2010 (175 homicídios dolosos) e 2011 (194 homicídios dolosos). O recorte estatístico da região segue a tendência do estado do Rio como um todo, embora com menor percentual.

Em todo o estado, as mortes intencionais caíram 8% no ano de 2021, em comparação com 2020. No total, foram 3.245 mortes no ano passado, contra 3.544 em 2020. Esse número representa o menor valor para o ano desde 1991, quando se iniciou a série histórica do ISP. Entre as cidades mais populosas da região, apenas Araruama ficou na contramão, aumentando de 42 para 45 (+7%). Em Cabo Frio, os homicídios dolosos caíram de 88 para 79 (-10,2%) em um ano; e em São Pedro da Aldeia de 38 para 23 (-39%), no mesmo período.

Em termos de letalidade violenta, também foi observada uma redução de 276 registros em 2020 para 260, no ano passado, o que representa uma queda de 5,7%. A letalidade violenta inclui, além dos homicídios dolosos, as lesões corporais seguidas de morte; os latrocínios (roubo seguido de morte) e as mortes por intervenção policial, popularmente conhecidas como ‘autos de resistência’. Neste último caso, foram registradas 40 ocorrências em 2021 contra 48 no ano anterior (queda de 16%).

Em relação aos crimes contra o patrimônio, a região também teve redução significativa no número de ocorrências. Ao longo do ano passado, as delegacias dos sete municípios dos Lagos registraram 1.472 ocorrências, o menor resultado desde 2012. A quantidade foi 8,1% menor de um ano para o outro.

O resultado, porém, divergiu de acordo com a modalidade de crime. Os roubos de rua e de celular caíram, respectivamente, 12% e  35%. Por outro lado, os roubos de veículo e de carga subiram 17,9% e 83%, respectivamente

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.