Assine Já
quinta, 05 de agosto de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46659 Óbitos: 1894
Confirmados Óbitos
Araruama 11510 362
Armação dos Búzios 5522 58
Arraial do Cabo 1591 88
Cabo Frio 12723 768
Iguaba Grande 4824 117
São Pedro da Aldeia 6240 275
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
POLÍCIA

Polícia investiga morte de assassino de bebê em Cabo Frio

Homem de 35 anos matou criança de 2 anos e teria sido espancado por vizinhos

06 janeiro 2020 - 20h40Por Redação
Polícia investiga morte de assassino de bebê em Cabo Frio

Policiais civis da 126ª DP (Cabo Frio) investigam a morte de um homem de 35 anos, que foi preso em flagrante no último domingo, depois de matar com uma facada a filha de um ano e 11 meses, Maria Júlia Cabral de Almeida, e ferir a mãe da criança em Unamar, no distrito de Tamoios. Em nota, a Polícia Civil limitou-se a informar que a unidade instaurou “uma sindicância administrativa para apurar as circunstâncias da morte do preso”.

Segundo relatos extraoficiais, o homem passou mal na cela em que estava preso, na madrugada de ontem, depois de ter sido atendido no Hospital Central de Emergência (HCE) e liberado. Ele teria sido levado para o hospital após ser espancado por vizinhos, inclusive com pedaços de pau, mas a informação não foi confirmada. Já a mulher sofreu um ferimento na mão e foi atendida no Hospital de Tamoios, onde recebeu sutura.

Após o ataque às vítimas, a Polícia Militar foi chamada e precisou conter o acusado que, segundo a equipe, “parecia estar agitado”. Não há a informação se ele estava sob o efeito de álcool ou alguma substância entorpecente.

A investigação vai determinar se a morte do assassino da criança tem relação com as possíveis agressões que recebeu após cometer o crime. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. A tragédia familiar chocou a cidade e chegou a ser destaque em alguns portais de alcance nacional. 

São Pedro da Aldeia – Ontem, agentes da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) prenderam uma mulher contra a qual havia um mandado de prisão por tráfico de drogas.  Segundo a Polícia Civil, ela praticava o crime nas dependências e imediações de estabelecimentos hospitalares.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.