Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
policia

Polícia em busca de atropelador de ciclista

Haroldo Travezani foi atingido na Avenida Teixeira e Souza, na altura do Trevo de São Cristóvão

11 outubro 2017 - 10h44Por Gabriel Tinoco
Polícia em busca de atropelador de ciclista

A Polícia Civil está no encalço de quem atropelou e matou Haroldo Travezani, 68, na madrugada de ontem. O ciclista foi atingido por um veículo na Avenida Teixeira e Souza, na altura do Trevo de São Cristóvão, e arremessado a uma distância de 40 metros. A vítima, que seguia em direção ao trabalho, morreu na mesma hora. O motorista fugiu sem prestar socorro. 

O caso foi registrado na 126ª DP (Cabo Frio) e a principal suspeita é de que Haroldo tenha sido atropelado “por um carro caro, que poucas pessoas na cidade possuem”, segundo fontes que não quiseram revelar a marca do veículo.

Outra suspeita é de que o motorista tenha fugido por ultrapassar o limite de velocidade permitido na pista: 50 km/h. A Polícia aposta nas imagens registradas por câmeras de segurança para encontrar o foragido. Nas redes sociais, a família pedia ajuda para que o acusado fosse localizado. 

O enterro de Haroldo Travezani  acontecerá em Vila Velha (ES) – cidade onde a vítima morava antes de vir para Cabo Frio e onde, atualmente, os familiares de Haroldo moram – nesta tarde. Na noite de ontem, um velório foi feito no Cemitério Santa Izabel. 

No momento do acidente, Haroldo estava indo ao Hortifrutti, onde era funcionário há muitos anos. Aliás, Haroldo morou em Cabo Frio porque foi escolhido para trabalhar na unidade da empresa na cidade.

 

* Matéria completa na edição impressa desta quarta-feira da Folha dos Lagos.