Assine Já
domingo, 28 de novembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53491 Óbitos: 2186
Confirmados Óbitos
Araruama 12497 447
Armação dos Búzios 6580 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15408 901
Iguaba Grande 5564 147
São Pedro da Aldeia 7047 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
POLÍCIA

Polícia Civil indicia Glaidson como mandante de tentativa de homicídio de concorrente

Rival no mercado de criptomoedas espalhou notícia de que dono da G.A.S. seria preso meses antes da prisão ocorrer de fato

28 outubro 2021 - 09h46Por Redação

A Polícia Civil indiciou o dono da G.A.S. Consultoria e Tecnologia, Glaidson Acácio dos Santos, como mandante de encomendar a execução de Nilson Alves da Silva, o Nilsinho, no último dia 20 de março, em Cabo Frio.

De acordo com as investigações feitas pela 126ª DP (Cabo Frio), Glaidson ordenou a morte de Nilsinho, empresário rival no ramo de criptomoedas, porque em janeiro o concorrente espalhou a notícia de que o dono da G.A.S. seria preso pela Polícia Federal. Com essa argumentação, Nilsinho tentava cooptar clientes da G.A.S. para investir em sua empresa.

No fim de agosto, Glaidson acabou sendo preso pela Polícia Federal durante a Operação Kryptos, sob a acusação de chefiar um esquema de pirâmide financeira disfarçado de investimento em criptomoedas. Nesta terça (26), a Justiça Federal negou pedido de habeas corpus feito pela sua defesa,

O crime ocorreu em março deste ano quando Nilsinho passava pela Rua Maestro Braz Guimarães, no Braga, em Cabo Frio, com uma BMW X6, avaliada em cerca de R$ 600 mil. Vários tiros foram disparados de um carro com homens encapuzados. Nilsinho sobreviveu, mas ficou tetraplégico e cego.

(*) Com informações do  G1.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.