Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Polícia

PM apreende um dos suspeitos do assassinato de policial militar

Adolescente estaria pilotando moto usada no crime; Prisão de atirador estaria próxima

07 outubro 2015 - 09h17

RODRIGO BRANCO

Pouco mais de 48 horas de­pois da morte do terceiro-sar­gento da PM Ronaldo Ferreira do Nascimento, 39, conhecido como ‘Máquina’, assassinado com um tiro na barriga quando estava em uma barraquinha de churrasco no Jardim Esperança, policiais militares apreenderam, em Rio das Ostras, um adoles­cente de 15 anos acusado de par­ticipação no crime que chocou a população de Cabo Frio.

Com diversas equipes do ba­talhão atuando na busca dos sus­peitos desde as primeiras horas depois do homicídio, ocorrido na madrugada do último domin­go, dia 4, a Polícia Militar não demorou a encontrar parentes do rapaz, apontado como o pi­loto da moto Titan usada para transportar o homem acusado de assassinar Ronaldo, Fernando Santos Catarina, o ‘Nandinho do Valão’, que continua foragido.

    

Segundo o comandante do 25º Batalhão da PM, tenente-coronel Ruy França, que estava na delegacia de Cabo Frio (126ª DP) quando o rapaz prestava de­poimento no local, os policiais militares fizeram incursões em vários bairros de Cabo Frio, por meio das quais o pai do adoles­cente foi localizado. O homem foi decisivo na descoberta do paradeiro do adolescente.

– Fizemos diligências em vários bairros e várias ruas até chegar ao pai do menor. Em con­versa com ele, demonstramos a importância do rapaz ser encon­trado, até porque estávamos per­to de apreendê-lo. O pai entrou em contato esta manhã e nos in­formou onde ele poderia estar – disse o comandante.

Ainda de acordo com Fran­ça, o adolescente não quis co­mentar, tampouco confirmar a suposta participação no crime, o que estava sendo aguardado para o depoimento oficial para a delegada-titular da 126ª DP, Flávia Monteiro. Já com relação a ‘Nandinho do Valão’, aponta­do pela polícia como o autor do disparo que atingiu o PM, o co­mandante disse que sua prisão é questão de tempo.

– Temos várias denúncias. Es­tamos com equipes percorrendo várias regiões e a gente crê que em pouco tempo deve fazer a apresentação do Nandinho. Es­tamos buscando pessoas ligadas a ele para mostrar a importância de ele se entregar ou ser preso – disse o comandante.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira (7)