Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
FORA DO ESTADO

PF pede transferência de dono da GAS para presídio federal

Autoridades acreditam que poderio financeiro de Glaidson Acácio dos Santos pode lhe proporcionar regalias na cadeia

01 outubro 2021 - 10h05Por Redação

A Polícia Federal (PF) pediu junto à Justiça a transferência do dono da GAS Consultoria Bitcoin, Glaidson Acácio dos Santos, do Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, para uma penitenciária federal de fora do estado. A decisão está a cargo do juiz federal Vitor Barbosa Valpuesta, da 3ª Vara Federal Criminal.

A Polícia Federal acredita que o poderio financeiro do empresário pode fazê-lo corromper agentes da Administração Penitenciária para conseguir regalias na cadeia. Na última revista feita em sua cela foram foram encontrados celulares e peças de carne para churrasco.

Alvo da Operação Kryptos, Glaidson está preso desde 25 de agosto,  suspeito de chefiar um suposto esquema milionário fraudulento de pirâmide financeira que atuaria sob o disfarce de empresa investidora em criptoativos. Ele e outrae 21 pessoas foram indiciadas por crime contra o sistema financeiro nacional e formação de quadrilha.

Inicialmente, Glaidson ficou acautelado na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Gericinó, mas após três revistas na sua cela, ocasiões em que foram encontrados materiais irregulares, foi transferido para o presídio de segurança máxima Laércio da Costa Pellegrino, Bangu 1, também em Gericinó, no último dia 28.

A Corregedoria da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) abriu sindicância para apurar a facilitação de entrada de pessoas e objetos na cela de Glaidson. Entretanto, as autoridades se anteciparam no pedido de transferência por entender que não há como esperar o resultado da apuração.

(*) Com informações do Extra.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.