Assine Já
quarta, 21 de outubro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9339 Óbitos: 478
Confirmados Óbitos
Araruama 1907 110
Armação dos Búzios 574 10
Arraial do Cabo 283 15
Cabo Frio 3072 166
Iguaba Grande 819 38
São Pedro da Aldeia 1434 66
Saquarema 1250 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
Operação

Operação Constantino: megaoperação sufoca o tráfico de drogas

Quinze são presos em ação que mapeia ordens vindas de presídios

23 outubro 2015 - 08h54Por Nicia Carvalho

Quinze pessoas foram presas por suspeita de associação para o tráfico e tráfico de drogas, na manhã desta quinta-feira (22), na ação con­junta denominada ‘Operação Constantino’, realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio e pela Polícia Militar. As prisões foram feitas em Ararua­ma e Cabo Frio, onde foi deti­do Jefferson ‘Barão’, apontado como integrante da facção de Cadu Playboy e uma das lideran­ças do tráfico na Rainha da Suca­ta. A ação cumpre, no Rio e na Região dos Lagos, 72 mandados, ao total – 42 de prisão preventiva e 30 de busca e apreensão.

– O êxito foi muito grande, principalmente com a prisão do Barão, porque ele recebia as ordens de bandidos presos para continuar exercendo domínio sobre suas áreas, seja executan­do rivais ou controlando o tráfi­co. Ele foi preso a caminho da casa de parentes. A gente acre­dita que as mortes dos últimos quatro dias tenham relação com as ordens que saíram de dentro dos presídios do Rio – afirmou Ruy França, comandante do 25º Batalhão, ao se referir aos 11 ho­micídios dos últimos dias.

Segundo ele, a Operação Constantino, que continua em andamento e sem prazo para aca­bar, tem por objetivo investigar a cúpula de facções criminosas no Rio e na região. Dos 42 manda­dos de prisão preventiva, 22 são contra acusados que já estavam detidos em presídios no Rio, em Japeri, Magé e Bangu.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (23)