Assine Já
sexta, 07 de agosto de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
14ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 4771 Óbitos: 282
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 744 39
Saquarema 833 50
Últimas notícias sobre a COVID-19
Operação

Operação Constantino: megaoperação sufoca o tráfico de drogas

Quinze são presos em ação que mapeia ordens vindas de presídios

23 outubro 2015 - 08h54Por Nicia Carvalho

Quinze pessoas foram presas por suspeita de associação para o tráfico e tráfico de drogas, na manhã desta quinta-feira (22), na ação con­junta denominada ‘Operação Constantino’, realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio e pela Polícia Militar. As prisões foram feitas em Ararua­ma e Cabo Frio, onde foi deti­do Jefferson ‘Barão’, apontado como integrante da facção de Cadu Playboy e uma das lideran­ças do tráfico na Rainha da Suca­ta. A ação cumpre, no Rio e na Região dos Lagos, 72 mandados, ao total – 42 de prisão preventiva e 30 de busca e apreensão.

– O êxito foi muito grande, principalmente com a prisão do Barão, porque ele recebia as ordens de bandidos presos para continuar exercendo domínio sobre suas áreas, seja executan­do rivais ou controlando o tráfi­co. Ele foi preso a caminho da casa de parentes. A gente acre­dita que as mortes dos últimos quatro dias tenham relação com as ordens que saíram de dentro dos presídios do Rio – afirmou Ruy França, comandante do 25º Batalhão, ao se referir aos 11 ho­micídios dos últimos dias.

Segundo ele, a Operação Constantino, que continua em andamento e sem prazo para aca­bar, tem por objetivo investigar a cúpula de facções criminosas no Rio e na região. Dos 42 manda­dos de prisão preventiva, 22 são contra acusados que já estavam detidos em presídios no Rio, em Japeri, Magé e Bangu.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (23)