Assine Já
sábado, 25 de setembro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 51256 Óbitos: 2089
Confirmados Óbitos
Araruama 12211 437
Armação dos Búzios 6305 64
Arraial do Cabo 1689 90
Cabo Frio 14244 839
Iguaba Grande 5384 138
São Pedro da Aldeia 6892 286
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
SEGURANÇA PÚBLICA

Número de mortes violentas intencionais em Cabo Frio, São Pedro e Araruama supera a média nacional

Dados acabam de ser divulgados no Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021

23 julho 2021 - 10h42Por Rodrigo Branco

Três municípios da Região dos Lagos – Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Araruama – figuram na lista dos que tiveram maior taxa de mortes violentas no estado do Rio em 2020, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021, que acaba de ser publicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). As três cidades fazem parte do grupo que apresentou, no ano passado, uma taxa de letalidade maior que a média nacional, que foi de 23,6 mortes violentas a cada grupo de 100 mil habitantes. 

Em todo o Brasil, foram registradas 50.033 mortes em 2020. O estudo foi feito com base em informações retiradas dos registros policiais e das secretarias estaduais de Segurança Pública e Defesa Social. De acordo com os dados do Anuário, Cabo Frio foi a cidade mais violenta da Região dos Lagos e a quinta do estado do Rio. No ano passado, segundo o estudo, o município cabo-friense registrou em números absolutos um total de 111 mortes violentas, entre homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. 

Isso representa um índice de 48,2 óbitos para cada grupo de 100 mil habitantes, mais do que o dobro da média nacional e atrás apenas de Japeri (60,6); Angra dos Reis (52,2); Macaé (50,9) e Itaguaí (49,7). O município aldeense ficou logo atrás, com 47,1 mortes violentas a cada 100 mil habitantes e 50 óbitos, em números absolutos. Por sua vez, Araruama teve índice de 35,7 mortes violentas para cada 100 mil habitantes e 48 óbitos, em números totais. 

Outra informação que chama a atenção no levantamento anual é que Cabo Frio faz parte do grupo de 15 cidades fluminenses que estão entre as 50 de todo o Brasil com o maior número de mortes causadas por intervenção policial, conhecidas popularmente como ‘autos de resistência’. Ao todo, foram 21 vítimas no município, o que representa uma taxa de 9,1 mortes para cada 100 mil habitantes, a décima maior do estado do Rio.

Como um todo, o estado do Rio de Janeiro também teve média superior à nacional de mortes violentas intencionais. Foram 4.907 ao longo do ano passado, o que significa uma taxa de 28,3 óbitos para cada grupo de 100 mil habitantes. Apesar do resultado preocupante, ele significou uma redução de 18,4% em relação ao relatório anterior, relativo a 2019, quando foram registradas 5.980 mortes violentas, taxa de 28,3 óbitos para cada 100 mil habitantes.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.