Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
QUEDA DE 7% EM RELAÇÃO A 2020

Número de homicídios registrados de janeiro a agosto no estado do Rio é o menor em 31 anos

No total, foram 2.240 mortes, chegando ao menor valor para os meses desde 1991

24 setembro 2021 - 12h00Por Redação

Os homicídios dolosos no Estado do Rio de Janeiro caíram 7% entre janeiro e agosto deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. No total, foram 2.240 mortes, chegando ao menor valor para os meses desde 1991, quando teve início a série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Em agosto, foram registrados 258 homicídios, o que representa uma redução de 1% se comparado com agosto do ano passado. Este também foi o menor valor para o mês desde 1991.

O indicador crimes violentos letais intencionais, que agrega homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e latrocínio, teve queda de 6% entre janeiro e agosto e de 1% em agosto deste ano na comparação com 2020. Os dados são os mais baixos para o indicador desde 1999 tanto para o acumulado quanto para o mês.

Apreensão de armas e prisões em flagrante

Apenas em agosto, 562 armas de fogo foram apreendidas em todo o estado, sendo 20 fuzis. O número é 8% maior que o registrado no mesmo mês de 2020. Já no acumulado do ano, 4.810 armas foram retiradas de circulação, sendo 260 fuzis. Isso significa que, em média, mais de um fuzil foi apreendido por dia em 2021 no estado.

Nos oito meses do ano, as polícias Civil e Militar prenderam em flagrante 22.797 pessoas, ou seja, cerca de 94 foram presas por dia no estado. Além disso, foram realizadas 14.539 apreensões de drogas em todo o estado.

Crimes contra o patrimônio

Os roubos de carga caíram 23% na comparação com agosto do ano passado e 16% no acumulado do ano. Já os roubos de rua apresentaram redução de 6% em relação ao acumulado do ano passado e de 10% contra agosto.

Principais indicadores:

- Homicídio doloso: 2.240 vítimas nos oito primeiros meses de 2021 e 258 em agosto - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1991. Na comparação com 2020, o crime registrou redução de 7% em relação ao acumulado do ano e de 1% em relação a agosto de 2020.

- Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 2.338 vítimas nos oito primeiros meses de 2021 e 271 em agosto. Estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1999. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano e de 1% em relação a agosto de 2020.

- Roubo de carga: 2.961 casos nos primeiros oito meses de 2021 e 318 em agosto. Estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 2013. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 16% em relação ao acumulado do ano e de 23% em relação a agosto de 2020.

- Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 46.169 casos nos oito primeiros meses de 2021 e 4.876 em agosto. Estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 2012. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano e de 10% em relação a agosto de 2020.

- Roubo de veículo: 17.109 casos nos oito primeiros meses de 2021 e 2.110 em agosto. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 2% em relação ao acumulado do ano e aumento de 18% em relação a agosto de 2020.

- Prisão em flagrante: 22.797 prisões efetuadas nos oito primeiros meses de 2021 e 2.879 em agosto. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 11% em relação ao acumulado do ano e redução de 1% em relação a agosto de 2020.

- Armas apreendidas: 4.810 apreensões nos oito primeiros meses de 2021 e 562 em agosto. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 9% em relação ao acumulado do ano e de 8% em relação a agosto de 2020.

Os dados divulgados pelo ISP são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de agosto. Para mais informações sobre os indicadores, acesse o site do ISP.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.