Assine Já
quarta, 08 de julho de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 270 654 41
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 2 517 19
Saquarema 7 528 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
adriano

Foragido da Operação Dominação, ex-secretário de Arraial se entrega à Polícia

Marcelo Adriano é acusado de integrar esquema de lavagem de dinheiro e peculato

07 outubro 2016 - 09h36Por Redação | Foto: Divulgação
Foragido da Operação Dominação, ex-secretário de Arraial se entrega à Polícia

O ex-secretário de Ordem Pública de Arraial do Cabo e ex-policial, Marcelo Adriano Santos de Oliveira, se entregou  ontem no Batalhão Prisional da Polícia Militar, no Rio de Janeiro, por ser acusado de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e peculato em Arraial do Cabo. Marcelo Adriano estava foragido desde o último dia 3 de dezembro, quando a Operação Dominação, feita pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP-RJ e a Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Delepat) da Polícia Federal, bateu na porta de Arraial do Cabo para efetivar as prisões. O processo de expulsão da PM ocorria à revelia de Adriano.

Ainda como secretário, Adriano foi acusado de liberar ilegalmente carros apreendidos nos depósitos municipais – em atuação com Francisco Eduardo Freire Barboza, o Chico da Ecatur, pai do traficante Carlos Eduardo Freire Barboza, o Cadu Playbou. O detido também foi acusado de favorecer Chico da Ecatur, que é o chefe da organização criminosa, politicamente.

Foto: Blog do Eduander

Leia também:

Polícia Federal e MP cumprem mandados de busca e apreensão em Cabo Frio e Arraial do Cabo

MP divulga nomes de presos na Operação Dominação

Polícia Federal prende por atacado na região

Andinho exonera cinco denunciados na Operação Dominação

Dois policiais militares continuam foragidos