Assine Já
quinta, 21 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ISP

ISP aponta redução dos homicídios e aumento de roubos e estupros no primeiro trimestre na região

Em relação a março, assaltos a pedestres aumentaram 80% em um ano

18 abril 2019 - 20h22Por Redação I Foto: Arquivo Folha
ISP aponta redução dos homicídios e aumento de roubos e estupros no primeiro trimestre na região

O Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgou ontem os dados referentes aos índices de criminalidade de março e, com o primeiro trimestre fechado, é possível dizer que a segurança pública da região tem um motivo para comemorar e vários para lamentar. No primeiro caso, a área do 25º Batalhão da PM, que engloba sete municípios, registrou uma redução no número de homicídios dolosos no primeiro trimestre deste ano em relação a 2018, passando de 86 para 60, o que significa uma redução de 30%.

A tendência registrada na região acompanha o desempenho do Estado do Rio como um todo, onde as ocorrências de homicídios dolosos caíram pelo terceiro mês consecutivo. Mas as boas notícias param por aí. O número de estupros subiu de 63 nos três primeiros meses de 2018 para 91, no mesmo período deste ano. Aumento de 44%. 

De um ano para o outro, os roubos aumentaram de 660 para 771 (acréscimo de 16,8%) e os furtos de 1.603 para 1.864 (acréscimo de 16,2%). Os homicídios por intervenção policial, conhecidos como autos de resistência, permaneceram no mesmo patamar: 11 tanto em 2018, quanto este ano.

Especificamente no quesito roubos, praticamente todos os principais índices tiveram aumento no número de ocorrências: os roubos a pedestres subiram de 288 para 368 (27,7%); de veículos, de 90 para 111 (23,3%); e de celular, de 86 para 123 (44,1%). Apenas o roubo a estabelecimentos comerciais caíram, de 37 para 34. O total de furtos na região aumentou de 1.603 para 1.864 (16,2%).

Quanto à produtividade policial, os números foram semelhantes entre os primeiros trimestres de 2018 e de 2019. As apreensões de drogas passaram de 518 para 503; as ocorrências de tráfico subiram de 228 para 251; as prisões em flagrante caíram de 451 para 433, enquanto as apreensões de menores aumentaram de 106 para 117.

Especificamente em relação ao mês de março, o número de homicídios dolosos na região caíram de 37 para 21 (43,2%), de um ano para o outro. Um índice maior que a média estadual que foi de 32% entre um ano e outro. Por outro lado, os estupros subiram de 26 para 31 (19,2%) e os roubos de 179 para 301 (68,1%). Nessa última modalidade, o destaque negativo ficou para os assaltos a pedestres, que saltaram de 82 para 148 (80%).

A reportagem tentou entrar em contato com o comando do 25º Batalhão para comentar os dados, mas não conseguiu um posicionamento até o fechamento desta edição.