terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
Polícia

"Eu o perdoo, claro", disse o padre Lucas Farah, que teve veículo roubado ao chegar para rezar missa

Carro foi recuperado pela PM no Pórtico de Búzios

13 julho 2019 - 09h04
"Eu o perdoo, claro", disse o padre Lucas Farah, que teve veículo roubado ao chegar para rezar missa

FERNANDA CARRIÇO

 

Eram cerca de 21h30 de quinta-feira quando o padre Lucas Farah, 33, chegava à Igreja de Sant’Ana, na Praia dos Ossos, em Búzios, para celebrar uma missa. Ele desceu do carro, abriu o portão da garagem para guardar o carro, desceu, deixou a chave na ignição e foi fechar o portão. Foi nesse momento que ele percebeu que um homem entrou correndo no carro e “saiu em disparada”. 

– Na hora que desci, este rapaz apareceu do nada. Como ali normalmente tem transição de pessoas para ir à Praia dos Ossos, eu julguei que ele iria subir, sei lá, para ir à praia, ou falar com o rapaz da Paróquia que mora ali, ou alguma coisa assim. Eu sei que na hora foi muito rápido, não deu pra pensar direito. E aí desci para fechar o portão e, quando eu desci, esse rapaz entrou no carro e, à disparada, avançou subindo em direção à igreja, só que ali é uma rua sem saída. E talvez, eu acho que ele não conhecia ali em cima. Então ele saiu em direção a igreja e foi o tempo de eu fugir. Ele entrou no carro, fechou a porta e arrancou e aí eu fugi pra uma farmácia. Quando cheguei lá contatamos a polícia – conta o Padre, que pela primeira vez foi vítima de um roubo.

– Foi a primeira vez que passei por isso. Na hora o que eu senti foi no sentido de proteger mesmo a minha vida e corri para dentro de um comércio a fim de me proteger, né? Então esse era o único sentimento que tive ali na hora, mas depois fiquei mais tranquilo porque os moradores foram para lá, me deram cobertura, então isso me tranquilizou bastante.

A Polícia Militar realizou um cerco tático na área do Pórtico de Búzios, onde acabou prendendo José de Castro Martins Júnior, 36 anos, e recuperando o Ônix do padre. Dentro do carro também foram encontrados os pertences. A ocorrência foi registrada na delegacia de área, que na noite de quinta-feira, era a de São Pedro da Aldeia.

Vigário da Igreja de Sant’Ana, Padre Lucas conta que apesar da rapidez dos fatos, viu que, portava uma faca na mão. Na delegacia, o assaltante abaixou a cabeça ao ouvir Padre Lucas dizer que o perdoava.

– Ele abaixou a cabeça quando me viu. Não disse nada. Sim, eu o perdoo, claro. Na delegacia estive com ele ontem e havia dito que eu o perdoava. Rezo para que ele possa cada vez mais tomar consciência dos seus atos e perceba o mal que talvez faça a tantas pessoas que podem se tornar vítimas de uma situação dessas – relatou o padre.

E, quando questionado se gostaria de aproveitar o fato para mandar uma mensagem às pessoas que cometem crime, o padre relembrou que “o primeiro a receber o céu foi o bom ladrão arrependido na cruz”.

– Como Padre eu desejo que estes possam abrir os seus corações, antes de tudo para Deus, tendo certeza que é infinita à Sua Misericórdia para com o pecador. De tal maneira, que o primeiro a receber o céu foi o bom ladrão arrependido na cruz. Para nós, católicos, o amor ao próximo sempre foi uma marca muito forte, pois é neste gesto que manifestamos o amor divino que habita em um coração cristão. Esta é a mensagem de um Padre para que os que se perdem na criminalidade vejam o outro como uma imagem de Deus – finalizou