Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ISP

Crimes letais caem 24% em Cabo Frio

Números do Instituto de Segurança Pública (ISP) indicam jogo duro com o tráfico, avalia comandante

20 junho 2019 - 09h54Por Tomás Baggio I Arquivo Folha
Crimes letais caem 24% em Cabo Frio
Os números referentes à categoria chamada “letalidade violenta”, que reúne dados homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e morte
por intervenção policial, caíram em Cabo Frio nos cinco primeiros meses deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP-RJ) indicam uma queda de 24,1%.
 
De janeiro a maio deste ano foram 41 homicídios dolosos, três mortes após intervenção policial, nenhum latrocínio e nenhuma lesão corporal seguida de
morte. O mês mais violento de 2019 foi janeiro, com 11 homicídios dolosos e uma morte por intervenção policial. Já o mês menos violento foi março, com seis homicídios dolosos, e zero nos demais quesitos. Ao todo foram 44 crimes classificados como letalidade violenta em 2019.
 
Na mesma época de 2018 foram, no total, 58 crimes de letalidade violenta, sendo 50 homicídios dolosos e oito mortes após intervenção policial. No mês mais violento do período, março, foram 15 homicídios dolosos e duas mortes após intervenção da polícia. Para o comandante do 25o BPM, tenente-coronel Roberto Dantas, a diminuição no número de mortes é fruto de um enfrentamento mais duro contra o tráfico de drogas.

– Isso é fruto de um trabalho árduo que está sendo feito entre as polícias, conselho de segurança, Guarda, ou seja, a sociedade como um todo. Mais de 90% dos homicídios em nossa região são relacionados aos ao tráfico de drogas. Por isso estamos fazendo comboios com três viaturas e oito policiais que rodam as comunidades para evitar a guerra entre facções criminosas. A repressão ao tráfico está sendo dura, além das ações preventivas do Pro-erd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), que fazemos nas escolas. Estamos focando na prevenção dos crimes contra a vida para evitar a morte de pessoas inocentes - comemorou o comandante.

Redução de homicídios em todo o estado – Os casos de crimes contra a vida apresentaram redução pelo quinto mês consecutivo no estado do Rio, quando comparados com o mesmo período do ano passado. Em maio, foi registrada queda de 19% de homicí-dio doloso em relação ao mesmo mês de 2018. O nú-mero de vítimas (344) foi o menor para o mês de maio desde 1991. Em relação a abril deste ano, a redução foi de 3% e, nos últimos
três meses (março, abril e maio) a queda foi 26%, comparando com o mesmo período de 2018.