Assine Já
quinta, 07 de julho de 2022
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
VIAJE BEM Confira 331 hospedagens bem avaliadas na Região dos Lagos
INACEITÁVEL

Caso de injúria racial contra menina de 10 anos gera comoção em Cabo Frio

Homem é detido pela Guarda Municipal e levado para delegacia, mas paga fiança e é liberado

15 abril 2022 - 21h04Por Redação

Um caso de injúria racial sofrido por uma menina de dez anos causou revolta e indignação em Cabo Frio nesta sexta-feira (15). O episódio ocorreu nesta quinta (14), na Praia do Forte, onde a criança tirava fotos vestida de sereia acompanhada dos pais, quando um grupo de turistas mineiros passava pelo local debochando da cena. Um dos rapazes parou e disse que "nunca havia visto uma sereia preta". Relatos sobre o caso geraram comoção nas redes sociais ao longo do dia. 

A Guarda Municipal foi acionada pelos familiares da vítimas e o homem foi detido e levado para a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), que funcionava como Central de Flagrantes no dia. Policiais militares também estiveram no local para dar apoio à ocorrência. Após ser ouvido, pagou uma fiança de R$ 2 mil e liberado, pois o caso foi registrado como injúria racial e não como racismo, cuja tipificação não admite o pagamento de fiança. 

Aos prantos depois do episódio, a criança precisou ser consolada pelos pais, de acordo com a Guarda Municipal. A Prefeitura de Cabo Frio emitiu uma nota de repúdio sobre o acontecido, que está reproduzida abaixo:

"A Prefeitura de Cabo Frio repudia qualquer tipo de discriminação, seja por raça, gênero, orientação sexual, religião, ideologia, origem étnica ou diversidade funcional. Por acreditar que o município é um lugar de todos e para todos, a gestão municipal trabalha, diariamente, na implementação de políticas públicas de inclusão.

Na quinta-feira (14), um turista foi detido pela Guarda Civil Municipal, após crime racial, contra uma criança de 10 anos de idade. Ele foi conduzido para a delegacia, onde a ocorrência foi registrada, sendo liberado sob fiança.

A Prefeitura reforça que os agentes da Guarda Municipal agiram em conformidade com a Lei e com a ideologia do município. A Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial já está ciente do caso e na segunda-feira (18), tomará as medidas cabíveis em defesa da vítima.

A Prefeitura destaca por fim, que Cabo Frio está de braços abertos aos turistas e visitantes, buscando receber a todos da melhor maneira possível. Contudo, atitudes racistas ou de qualquer outra natureza discriminatória não são bem vindas e devem ser punidas dentro da lei".

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.