Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
queda homicídios

Cai número de homicídios em Cabo Frio

Redução em junho é de 75% em relação ao mesmo período do ano passado

01 agosto 2015 - 10h35

.O índice de homicídios continua caindo em Cabo Frio e demais cidades da Região dos Lagos que fazem parte da área de abrangência do 25º Batalhão da Polícia Militar. Em junho deste ano, a taxa foi 75% menor do que no mesmo período o ano passado, quando o município registrou três mortes dolosas contra 12 em 2014. Somadas as cidades da região também tiveram redução de 56% nas taxas. Foram 10 crimes este ano contra 23, em 2014. Os dados fazem parte do relatório mensal de Incidências Criminais e Administrativas de Segurança do Estado do Rio de Janeiro.
Além destes, os números na região caíram de maneira geral na área de abrangência do 25º Batalhão de Polícia Militar (Saquarema, Araruama, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo), comandado pelo tenete-coronel Ruy França, que comemorou os resultados.
– Estamos muito satisfeitos com todos os índices, pois são reduções expressivas e fruto de empenho da equipe. A meta é fazer com que estes resultados sejam percebidos pela população como sensação de segurança. O grande desafio é esse e só será possível aumentando nossa ostensividade com mais homens nas ruas – explicou.
Nos casos de roubos a transeuntes houve queda de 65% na região. Cabo Frio diminuiu de 51 ocorrências para 17, enquanto São Pedro reduziu de 18 para seis. Nos casos de lesão corporal dolosa de 225 casos reduziu para 224, enquanto que a lesão corporal culposa (quando não há intenção de matar) caiu de 44 em junho do ano passado para 37. Por conta dos bons resultados em todos os índices, pela primeira vez na história do Batalhão, todos os policiais vão receber premiação em dinheiro no valor de R$ 5.300, cada um, por terem alcançado meta da Secretaria de Segurança Pública.
– O resultado foi inédito no batalhão. Estamos felizes e motivados para no próximo semestre bater outra vez a meta e conquistar premiação máxima, que é de R$ 13 mil – contou.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa da Folha deste final de semana.