Assine Já
terça, 19 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
homicídio

Assassino de Miguel Ruiloba será transferido para complexo penitenciário de Bangu

Enio Tanikawa foi preso nesta quarta (9) após se entregar na delegacia de São Pedro

10 agosto 2017 - 13h41Por Redação I Foto: Reprodução
Assassino de Miguel Ruiloba será transferido para complexo penitenciário de Bangu

Enio Márcio Rodrigues Tanikawa, de 36 anos, será transferido até esta sexta (11) para o Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio. Enio foi preso nesta quarta (9), após entregou-se na delegacia de São Pedro da Aldeia. Ele é acusado de matar com três tiros Miguel Angel Ruiloba, de 32, na tarde do último domingo (6).

Enio apresentou-se na unidade acompanhado de um advogado, mas segundo o titular da 125ª DP, Jorge Veloso, preferiu manter-se calado. Uma equipe da delegacia está nos endereços ligados a Enio para tentar encontrar a arma usada no crime.

– O depoimento dele não é tão importante porque já sabemos como foi o crime. Não acredito que ela vá permanecer calado em juízo, embora ele possa, para tentar apelar para o emocional e tentar reduzir uma diminuição de pena. O testemunho da Nayara (ex-namorada de Enio e atual de Miguel) é muito forte. Há outras pessoas que testemunharam também – disse o delegado.

Miguel foi morto em um ponto de ônibus no Balneário das Conchas. Ele estava acompanhado da namorada, Mayara Costa, de 23 anos, que havia se negado a retomar um relacionamento com Enio. O acusado desceu do carro que dirigia, disparou e fugiu. De imediato, as investigações policiais trataram o caso como crime passional. Ele responderá por homicídio doloso qualificado, com agravante de motivo fútil. Se for condenado, pode pegar, no mínimo, 20 anos de prisão.