Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
roubo

​Anúncio de venda de teclado roubado coloca homem na prisão

Vítima, que é músico, se fez passar por comprador e Polícia Civil prendeu em flagrante

11 agosto 2017 - 09h47Por Redação I Foto: Reprodução Blog Eduander Silva
​Anúncio de venda de teclado roubado coloca homem na prisão

Uma história daquelas que parecem ter saído de um roteiro de novela aconteceu na noite de quinta-feira, em Cabo Frio. Uma operação da Polícia Civil, na Praça Porto Rocha, recuperou o teclado de um músico da cidade, que  havia sido roubado no dia 7 de agosto. O detalhe é que o teclado havia sido anunciado para ser vendido por R$1.900 em uma página do site Mercado Livre. O ‘vendedor’ foi preso por receptação, após a própria vítima marcar para ‘comprar’ o instrumento. 

O drama do músico, que prefere não se identificar por segurança, começou quando o Fiat Uno dele foi roubado no centro de Cabo Frio por dois homens. Houve perseguição policial, e os assaltantes acabaram batendo de carro na Avenida Julia Kubstcheck. Mas, antes de abandonar o carro, eles levaram o teclado do músico. 

– Nunca imaginei que fosse passar por isso na vida. Mas desde que o teclado foi roubado comecei a monitorar a rede social e aí vi o anúncio de venda do meu instrumento – conta o músico que começou um diálogo com a pessoa que queria vender o teclado.

A Polícia Civil foi acionada e o encontro com o suposto vendedor foi marcado na Praça Porto Rocha. Quando o homem chegou com o instrumento musical, foi preso em flagrante por receptação. A polícia agora investiga se ele é um dos participantes do roubo ao carro ou se é um receptador. 

– Corri atrás, monitorei, consegui marcar e ele devolveu o teclado forçadamente. Pelo menos uma parte do prejuízo eu consegui recuperar, porque para consertar o carro batido eu vou ter que gastar muito. Agora é trabalhar para seguir em frente. A polícia funciona e agradeço aos policiais da 126ª DP por toda assistência que me deram – declara o músico, que se preparava para fazer o primeiro show depois do ocorrido.