Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
Coluna

Coluna Rodrigo Cabral: Prêmio de Comunicação

 

21 outubro 2015 - 14h56

Quem é que disse que a Prefeitura de Cabo Frio não promove mais o Prêmio de Comunicação?

O evento, instituído por lei de autoria de Amaury Valério, parecia ter caído no esquecimento – sem dar o ar da graça até mesmo no calendário quatrocentão, que murchou e virou quatrocentinho.

Mas, ora, parece que estamos cobrando demais! Que maus somos nós! Isso porque, quando tudo parecia perdido, eis que surge o prefeito Alair Corrêa com uma generosa surpresa – ele, vocês sabem, adora fazer uma surpresa! Ontem, apareceu de supetão na Câmara Municipal e ali mesmo, no plenário, com a elegância que lhe é costumeira, estendeu o tapete vermelho para um desfile de elogios inflamados para a imprensa cabofriense. Instituiu-se, ali mesmo, o Prêmio 2015, e o apresentador foi nada menos que o prefeito da cidade.
Um espetáculo!

E não é que a Folha dos Lagos estava entre as homenageadas? Obrigado, Alair! O mestre de cerimônias dedicou importantes minutos de seu discurso à Folha. Referiu-se aos integrantes deste jornal, por exemplo, como “ordinários” e “gente suja” [veja mais ali no box da página 3]. Puxa vida, quanta delicadeza. Quanta generosidade em suas palavras.

Receber tais elogios do prefeito nos eleva, nos dá um sentimento de plenitude, de consagração, de missão cumprida. Alair nos empodera: somos imprensa, afinal, fazendo imprensa.

Obrigado, Alair!

E vocês acham que acabou por aí? Nada disso. Teve mais! Gente, esse tal de Alair não é fácil. Ainda no plenário, puxou a edição da Folha do fim de semana e danou a ler uma entrevista. A jornalista Nicia Carvalho, autora da matéria em questão, deve ter se debulhado em lágrimas de tanta emoção. Afinal, estava ali, cobrindo a sessão, quando recebeu esta justa homenagem – e, olha, eu diria que isso vale mais do que uma moção de aplausos.

Por isso tudo e muito mais, vale repetir:
Obrigado, Alair!

Observação 1: Talvez por um grande arroubo de emoção, Alair cometeu enorme indelicadeza com o jornalista Alessandro Teixeira. Lógico que foi um ponto fora da curva, pois não se trata do feitio do prefeito, que, certamente, virá a público desculpar-se.
Observação 2: Todos sabem que Alair é um dos mais assíduos leitores da Folha – e, ontem, ele demonstrou isso mais uma vez. Por isso, sugerimos que, em tempos de crise, em vez de comprar nas bancas, faça uma assinatura. Fica mais barato.