Assine Já
sábado, 15 de agosto de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 5271 Óbitos: 305
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 388 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1751 100
Iguaba Grande 427 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 931 52
Últimas notícias sobre a COVID-19
Coluna

Coluna Rodrigo Cabral: Prêmio de Comunicação

 

21 outubro 2015 - 14h56

Quem é que disse que a Prefeitura de Cabo Frio não promove mais o Prêmio de Comunicação?

O evento, instituído por lei de autoria de Amaury Valério, parecia ter caído no esquecimento – sem dar o ar da graça até mesmo no calendário quatrocentão, que murchou e virou quatrocentinho.

Mas, ora, parece que estamos cobrando demais! Que maus somos nós! Isso porque, quando tudo parecia perdido, eis que surge o prefeito Alair Corrêa com uma generosa surpresa – ele, vocês sabem, adora fazer uma surpresa! Ontem, apareceu de supetão na Câmara Municipal e ali mesmo, no plenário, com a elegância que lhe é costumeira, estendeu o tapete vermelho para um desfile de elogios inflamados para a imprensa cabofriense. Instituiu-se, ali mesmo, o Prêmio 2015, e o apresentador foi nada menos que o prefeito da cidade.
Um espetáculo!

E não é que a Folha dos Lagos estava entre as homenageadas? Obrigado, Alair! O mestre de cerimônias dedicou importantes minutos de seu discurso à Folha. Referiu-se aos integrantes deste jornal, por exemplo, como “ordinários” e “gente suja” [veja mais ali no box da página 3]. Puxa vida, quanta delicadeza. Quanta generosidade em suas palavras.

Receber tais elogios do prefeito nos eleva, nos dá um sentimento de plenitude, de consagração, de missão cumprida. Alair nos empodera: somos imprensa, afinal, fazendo imprensa.

Obrigado, Alair!

E vocês acham que acabou por aí? Nada disso. Teve mais! Gente, esse tal de Alair não é fácil. Ainda no plenário, puxou a edição da Folha do fim de semana e danou a ler uma entrevista. A jornalista Nicia Carvalho, autora da matéria em questão, deve ter se debulhado em lágrimas de tanta emoção. Afinal, estava ali, cobrindo a sessão, quando recebeu esta justa homenagem – e, olha, eu diria que isso vale mais do que uma moção de aplausos.

Por isso tudo e muito mais, vale repetir:
Obrigado, Alair!

Observação 1: Talvez por um grande arroubo de emoção, Alair cometeu enorme indelicadeza com o jornalista Alessandro Teixeira. Lógico que foi um ponto fora da curva, pois não se trata do feitio do prefeito, que, certamente, virá a público desculpar-se.
Observação 2: Todos sabem que Alair é um dos mais assíduos leitores da Folha – e, ontem, ele demonstrou isso mais uma vez. Por isso, sugerimos que, em tempos de crise, em vez de comprar nas bancas, faça uma assinatura. Fica mais barato.