Assine Já
terça, 07 de abril de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
liminar

 Pezão não pode fazer campanha em prédios públicos

Liminar do TRE também proíbe governador de divulgar agenda eleitoral

25 agosto 2014 - 11h41

Uma liminar (decisão provisória) do desembargador Wagner Cinelli proibiu o governador e candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e seu vice na chapa Coligação Rio em 1º lugar, senador Francisco Dornelles (PP), de fazerem campanha em prédios públicos, bem como divulgar a agenda eleitoral nesses locais, utilizando servidores. A ação foi movida pela Coligação Frente Popular, do candidato ao governo Lindbergh Farias (PT) e a decisão deverá ser cumprida a partir da publicação no Diário da Justiça Eleitoral. Se descumprir, Pezão poderá ser multado em R$ 5 mil.

Nas últimas semanas, Pezão realizou eventos de campanha em prédios públicos, inclusive com a presença e participação ativa de servidores públicos. Entre as atividades estão a visita à UPP da Vila Kennedy, ao Hospital da Mulher, em São João de Meriti, e ao Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Colubandê, em São Gonçalo, entre outros eventos. Essas atividades de campanha em órgãos públicos eram, inclusive, divulgadas no site oficial do candidato.