Assine Já
sábado, 04 de fevereiro de 2023
sábado, 04 de fevereiro de 2023
Cabo Frio
25°C
liminar

 Pezão não pode fazer campanha em prédios públicos

Liminar do TRE também proíbe governador de divulgar agenda eleitoral

25 agosto 2014 - 11h41

Uma liminar (decisão provisória) do desembargador Wagner Cinelli proibiu o governador e candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e seu vice na chapa Coligação Rio em 1º lugar, senador Francisco Dornelles (PP), de fazerem campanha em prédios públicos, bem como divulgar a agenda eleitoral nesses locais, utilizando servidores. A ação foi movida pela Coligação Frente Popular, do candidato ao governo Lindbergh Farias (PT) e a decisão deverá ser cumprida a partir da publicação no Diário da Justiça Eleitoral. Se descumprir, Pezão poderá ser multado em R$ 5 mil.

Nas últimas semanas, Pezão realizou eventos de campanha em prédios públicos, inclusive com a presença e participação ativa de servidores públicos. Entre as atividades estão a visita à UPP da Vila Kennedy, ao Hospital da Mulher, em São João de Meriti, e ao Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Colubandê, em São Gonçalo, entre outros eventos. Essas atividades de campanha em órgãos públicos eram, inclusive, divulgadas no site oficial do candidato.