Assine Já
domingo, 15 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
29ºmax
21ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Geral

Muniz tenta novo recurso para assumir novamente a Prefeitura de Búzios

Ele se diz preocupado com a própria integridade física

27 maio 2014 - 09h18

O vaivém envolvendo a Prefeitura de Armação dos Búzios continua. Desta vez, o vice-prefeito Carlos Alberto Muniz (PT) tenta, pela terceira vez, recurso na Justiça para poder assumir a cadeira maior do Executivo. Muniz informou que o advogado vai entrar esta semana na Justiça para que tenha o direito – garantido pela lei orgânica do município e pela  Constituição Federal – de assumir a vacância deixada pelo prefeito André Granado (PSC), que está em viagem oficial pela Europa. O vice-prefeito afirmou, em entrevista à Folha dos Lagos, que teme pela própria vida. Ele diz não entender o porquê da resistência do governo para que assuma o cargo.

–  Claro que vou entrar com novo recurso, mas é um absurdo o que está acontecendo. Só no Rio de Janeiro e, particularmente, em Sucupira – ironiza, referindo-se à cidade fictícia de ‘O Bem-Amado’, clássico de Dias Gomes, onde o controvertido prefeito Odorico Paraguaçu exerce seus desmandos – como tentar armar a morte de alguém, sem sucesso, após construir o primeiro cemitério da cidade.

– Estão rasgando a Constituição. O que eles temem que seja visto? – questionou Muniz.

O vice-prefeito argumenta ainda que a questão principal gira em torno do esforço da base governista em tentar impedir que a lei seja cumprida.

– Por que eles não querem que eu assuma? Já fiz isso duas vezes e não houve nenhuma notícia de ato tresloucado meu. E, mesmo que houvesse, não podem burlar a lei – disparou Muniz.

Já o procurador de Búzios, Sérgio Azevedo, diz que todos os atos da Câmara são legais.

–  A decisão da Justiça não vai contra a lei orgânica nem contra a Constituição, ao contrário. Ambas decisões judiciais respaldam o ato (decreto) da Câmara – afirmou o advogado.

Receio – O vice-prefeito disse também que teme pela própria integridade física.

– O temor que eles têm que eu assuma é tão grande que fico preocupado, assim como meus familiares estão. Muitas pessoas nas ruas me pedem para tomar cuidado – contou, acrescentado que tem recebido manifestação de apoio de moradores.

– A  população não está confusa, ela sabe o que acontece,  e ca-da um tem um posicionamento.

Bundaço

Uma manisfestação popular irreverente, denominada ‘Bundaço’, liderada por Hander Carvalho, está marcada para a próxima quinta-feira, às 10h, na Câmara Municipal de Armação dos Búzios. Segundo Carvalho, entidades civis também vão participar do movimento de protesto ao decreto aprovado pela casa legislativa.

– O Executivo de Búzios está sem gestor. Não existe isso na história do Brasil, na Constituição. Criaram artifício jurídico e, com isso, estão ridicularizando Búzios para o estado e para o país – indignou-se Hander.