Assine Já
quinta, 12 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
20ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
derrubada

Funcionários trabalham na construção de rampa para derrubar mansões

Casas da Orla Bardort, em Búzios, devem começar a ser demolidas somente nesta terça-feira

21 julho 2014 - 13h18
Funcionários trabalham na construção de rampa para derrubar mansões

A operação de demolição de três casas de luxo na Praia da Armação, em Búzios, nesta segunda-feira (21), será destinada aos trabalhos de contenção da encosta e a criação de uma rampa. O objetivo, segundo o supervisor geral da Defesa Civil, Thiago Senra, é abrir um acesso para as máquinas chegarem ao alto do terreno, onde foram construídas as residências. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos até a próxima sexta-feira (25).

Até o momento já foram utilizadas 400 toneladas de pedras para conter a área. De acordo com laudo da empresa de sondagem de solo que trabalha no terreno, a área está estabilizada, pois está mais cedendo devido ao trabalho de contenção, o que significa que não haverá riscos para a realização da operação.

A preocupação da equipe que trabalha no local é melhorar a estrutura do terreno para que não ocorram riscos de desmoronamento. Para isso, os funcionários estão escorando a área com terra e aterro. Esse trabalho irá durar todo o dia. Na parte baixa do local, uma loja já foi demolida e, segundo informações da Defesa Civil, as ações vêm acontecendo de acordo com o planejamento estabelecido pelo órgão.

Somente nesta terça-feira (22) terão início os procedimentos de demolição das mansões. O serviço é bem detalhado devido à complexidade da ação e a demolição só poderá ser iniciada após o laudo de sondagem de solo para avaliar a situação do terreno.

- É necessário um acompanhamento bem próximo a fim de que não haja nenhum imprevisto e riscos durante a operação. Estamos fazendo o acompanhamento do deslocamento do terreno com bastante atenção para que ele fique bem firme e estável.  – ressaltou Senra.

De acordo com o supervisor geral do órgão, os donos do terreno serão notificados e poderão até erguer novas construções no local, no entanto, terão um acompanhamento mais de perto da Defesa Civil.