Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Victor

Victor Ribas será indiciado por atropelamento de motociclista

Delegado disse que carro do surfista passa por perícia

12 maio 2017 - 08h20Por Rodrigo Branco I Foto: Arquivo Folha
Victor Ribas será indiciado por atropelamento de motociclista

 O titular da 126ª DP (Cabo Frio), delegado Renato Mariano, afirmou vai indiciar o surfista Victor Ribas por lesão corporal culposa pelo atro­pelamento do motociclista Weslei Silva Conceição na madrugada do último dia 6 de abril. Mariano teve acesso às imagens publicadas em primeira mão no site da Folha no úl­timo dia 28. Pelas evidências, o de­legado disse que é possível afirmar que Victor não parou o carro para socorrer Weslei, o que agrava a situ­ação do atleta. Por causa do fim do prazo do inquérito, será pedida uma prorrogação de uma semana junto ao Ministério Público.

– Vou fechar por lesão corporal culposa com aumento da pena por omissão de socorro – disse o dele­gado.

Renato Mariano afirmou ainda que o carro do surfista passa por uma perícia, que não foi realizada antes porque o delegado acreditava que o veículo já tivesse passado por lanternagem. De todo modo, diante do conjunto das provas, Mariano disse que o resultado da perícia não será determinante para a conclusão do inquérito.

Victor Ribas já tinha admitido em depoimento à polícia no último dia 26 que dirigia o carro que atropelou Weslei. No entanto, segundo a defe­sa do surfista, o motociclista trafega­va na contramão da Avenida Teixeira e Souza, o que foi negado pelas ima­gens. De acordo com o artigo 303 do Código de Trânsito Brasileiro, a pena para lesão corporal culposa é de seis meses a dois anos de prisão, com perda ou suspensão da carteira de habilitação. Em caso de omissão de socorro, a sanção aumenta de um terço à metade da pena original.

Depois de passar por oito cirur­gias, Weslei Silva Conceição segue internado no Hospital Estadual Al­berto Torres, em São Gonçalo. Não há previsão de alta.