Assine Já
sábado, 27 de novembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53350 Óbitos: 2180
Confirmados Óbitos
Araruama 12493 447
Armação dos Búzios 6571 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15299 896
Iguaba Grande 5549 146
São Pedro da Aldeia 7043 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
SALÁRIOS ATRASADOS

Vereador recorre ao MPF para obrigar Prefeitura de Cabo Frio a pagar servidores

Segundo Rafael Peçanha (Cidadania), município recebeu mais de R$ 10 milhões em verbas federais desde junho

10 julho 2020 - 20h04Por Rodrigo Branco

O vereador Rafael Peçanha (Cidadania) entrou com um pedido junto ao Ministério Público Federal (MPF) para exigir que a Prefeitura de Cabo Frio pague imediatamente os salários dos servidores municipais da Educação e da Saúde. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o protocolo foi feito de forma virtual nesta sexta-feira (10).

Segundo Peçanha, o município recebeu mais de R$ 10 milhões em verbas federais desde o começo de junho, o que não justificaria a falta de pagamento aos trabalhadores. Segundo a Folha apurou, neste período, o município recebeu R$ 9,4 milhões de Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), verba exclusiva para Educação; e R$ 911 mil, referentes ao Fundo de Saúde (FUS). 

– Por isso, solicitei que estes valores sejam imediatamente direcionados para os vencimentos da Saúde e da Educação, pois são verbas federais – postou o vereador, nas suas redes sociais.

O atraso nos salários é motivo de revolta e preocupação no funcionalismo de Cabo Frio. Para piorar a indignação, o governo demitiu, desde o começo da pandemia, 3.700 servidores, sendo três mil da Educação e 700 na Saúde. A situação levou ambas as categorias a protestarem esta semana. Enquanto os profissionais da Saúde fizeram um ato em frente à Prefeitura na quarta-feira (8); os educadores se reuniram no Largo de Santo Antônio nesta quinta (9).

Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura de Cabo Frio não havia divulgado o calendário de pagamento para os salários de junho. Em nota enviada à Folha,  a Prefeitura informou “que o pagamento é uma das prioridades e vem buscando quitar o salário referente ao mês de maio e junho”. No caso específico da Saúde, a folha salarial líquida “ultrapassa o valor de R$11 milhões e ainda restam ser pagos R$1,8 milhão do salário do mês de maio”.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.