Assine Já
terça, 11 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
15ºmin
Alerj
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4925 Óbitos: 287
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 372 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1661 97
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 754 39
Saquarema 864 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
SALÁRIOS ATRASADOS

Vereador recorre ao MPF para obrigar Prefeitura de Cabo Frio a pagar servidores

Segundo Rafael Peçanha (Cidadania), município recebeu mais de R$ 10 milhões em verbas federais desde junho

10 julho 2020 - 20h04Por Rodrigo Branco

O vereador Rafael Peçanha (Cidadania) entrou com um pedido junto ao Ministério Público Federal (MPF) para exigir que a Prefeitura de Cabo Frio pague imediatamente os salários dos servidores municipais da Educação e da Saúde. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o protocolo foi feito de forma virtual nesta sexta-feira (10).

Segundo Peçanha, o município recebeu mais de R$ 10 milhões em verbas federais desde o começo de junho, o que não justificaria a falta de pagamento aos trabalhadores. Segundo a Folha apurou, neste período, o município recebeu R$ 9,4 milhões de Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), verba exclusiva para Educação; e R$ 911 mil, referentes ao Fundo de Saúde (FUS). 

– Por isso, solicitei que estes valores sejam imediatamente direcionados para os vencimentos da Saúde e da Educação, pois são verbas federais – postou o vereador, nas suas redes sociais.

O atraso nos salários é motivo de revolta e preocupação no funcionalismo de Cabo Frio. Para piorar a indignação, o governo demitiu, desde o começo da pandemia, 3.700 servidores, sendo três mil da Educação e 700 na Saúde. A situação levou ambas as categorias a protestarem esta semana. Enquanto os profissionais da Saúde fizeram um ato em frente à Prefeitura na quarta-feira (8); os educadores se reuniram no Largo de Santo Antônio nesta quinta (9).

Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura de Cabo Frio não havia divulgado o calendário de pagamento para os salários de junho. Em nota enviada à Folha,  a Prefeitura informou “que o pagamento é uma das prioridades e vem buscando quitar o salário referente ao mês de maio e junho”. No caso específico da Saúde, a folha salarial líquida “ultrapassa o valor de R$11 milhões e ainda restam ser pagos R$1,8 milhão do salário do mês de maio”.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.