Assine Já
sábado, 28 de novembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Vereador

Vereador quer esclarecer aumento de passagem

Miguel Alencar entra com requerimento para conhecer critérios do reajuste

18 janeiro 2017 - 07h36Por Texto: Rodrigo Branco | foto: Filipe Rangel
Vereador quer esclarecer aumento de passagem

O recente aumento nas tarifas das passagens de ônibus virou assunto de um requerimento do vereador de Cabo Frio, Mi­guel Alencar (PPS). O líder do governo da Câmara solicitou a cópia do contrato de concessão de serviços públicos para trans­porte coletivo de passageiros, com os respectivos cálculos e dispositivos legais que teriam embasado a revisão dos valores das passagens.

Segundo Miguel, o objetivo é que a Auto Viação Salineira, empresa que detém o direito de operar as linhas municipais e intermunicipais que passam por Cabo Frio, justifique a neces­sidade de reajustar a tarifa em pleno momento de crise econô­mica na cidade.

– (O requerimento) é para ter acesso e esclarecer à população, nesse momento de crise, da ne­cessidade do aumento. Eu, pes­soalmente, acho válido para esclarecer para a sociedade se era necessário nesse momento. A iniciativa é para buscar o entendi­mento – explica Miguel.

Na sessão de ontem, encer­rada após o fechamento desta edição, Miguel tentaria ainda emplacar uma solicitação para receber os resultados da audito­ria interna da Prefeitura que está sendo conduzida pela Controla­doria Interna do município. O documento teve que ser modifi­cado, uma vez que na pauta da sessão constava como ‘requeri­mento’, quando na verdade se tratava de uma ‘solicitação’.

A Auto Viação Salineira afir­mou que ainda desconhece a ini­ciativa do vereador. À época do reajuste, no começo do mês, a empresa disse que para o reajus­te anual, o poder público de cada município se baseia nas plani­lhas de custos operacionais para a manutenção da qualidade da prestação do serviço. No dia 2, as passagens das linhas municipais passaram de R$ 3,70 para R$ 4,10, um acréscimo de 10,8%.