Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
'POTIRA' ASSUSTA

Ventania causa estragos e transtornos nas cidades da região nesta terça (20)

Ventos de até 60Km/h ocorrem por causa da formação de um ciclone subtropical em alto mar

20 abril 2021 - 17h57Por Redação

A forte ventania registrada nesta terça-feira (20) provocou estragos e transtornos nas cidades da Região dos Lagos. Os ventos de até 60Km/h ocorrem por causa da formação de um ciclone subtropical em alto mar, conforme aviso da Marinha do Brasil.

Em Cabo Frio, uma árvore caiu na Gamboa, atingindo dois carros estacionados e o muro da sede da Capitania dos Portos. O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas ninguém ficou ferido. Em São Cristóvão, parte do telhado da arquibancada do Estádio Correão ficou danificado. 

Já em Búzios, a força do vento fez tombar uma árvore no Mangue de Pedra, famoso pela incidência de espécies de plantas e animais. Na rodovia RJ-106, em São Pedro da Aldeia, uma placa de sinalização ficou dependurada com a ventania.

Por isso, o fluxo de veículos precisou ser desviado por uma estrada lateral na tarde desta terça-feira (20), mas a situação já foi normalidade, após reparos feitos por uma equipe da Prefeitura. A placa foi removida pelo município após o BPRv ser informado da urgência da ação. Embora a atuação no local seja de competência do DER, a Guarda Municipal orientou o trânsito durante todo o processo.

Em todos os municípios, houve registro de falta de energia elétrica em alguns bairros.

Cuidados e susto – Durante o dia, muitos moradores da região relataram o temor pela ventania, nas redes sociais. De acordo com o Projeto Costa do Sol de Defesa Civil, com a formação de um ciclone subtropical,  o vento se encontra forte e com rajadas.

Este sistema já está sendo classificado pela Marinha do Brasil como tempestade subtropical, devido o potencial de transporte de umidade do oceano para o continente e foi batizado como 'Potira'.

Segundo o responsável pelo projeto, Márcio Soren, a recomendação é que a população que evite a circulação no exterior, permanecendo dentro de casa ou nas dependências interiores do ambiente de trabalho sempre que possível, e prenda todos os objetos que possam ser arrastados a fim de evitar acidentes, recolha toldos, guarda-sóis e outros objetos que se encontrem no exterior, e também reforce e proteja as janelas e portas.

Caso esteja na rua, mantenha a calma e abrigue-se em locais seguros onde não possa ser atingido por objetos arrastados ou que venham voando, evite tocar em cabos e fios elétricos, e afaste-se de materiais suspensos com risco de queda e superfícies envidraçadas.

Se estiver dirigindo, permaneça dentro do veículo fechando os vidros, ligue as luzes de sinalização e afaste-se de edifícios ou materiais suspensos que possam ser projetados. 

Para quem pesca, a saída para o mar não é recomendada. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.