Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
vacina bcg

Vacina BCG volta a estar disponível em Cabo Frio

Município já recebeu o primeiro lote de 300 doses

28 maio 2015 - 09h36
Vacina BCG volta a estar disponível em Cabo Frio

A vacina BCG, que protege contra a tuberculose, volta a estar disponível, a partir desta semana, nas unidades de saúde de Cabo Frio. O município recebeu o primeiro lote com 300 doses. De acordo com a Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações, órgão ligado ao Ministério da Saúde, houve atraso no repasse da vacina para os estados em virtude do atraso na produção e na redução do quantitativo fornecido pelo laboratório produtor.

De acordo com a Coordenadoria Municipal de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, as primeiras doses serão destinadas às crianças que nasceram nos últimos meses e que ainda não foram imunizadas.

– Como a vacina estava em falta, foi feito um cadastro com essas crianças. Nós pedimos que essas famílias compareçam à Saúde Coletiva, ao Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos, ao Hospital de Tamoios ou ao Centro de Saúde Oswaldo Cruz, que são as unidades de referência de vacinação do município, para que as crianças possam receber a dose da vacina – explicou Patrícia Freitas, coordenadora de Imunização de Cabo Frio.

Tal medida se faz necessária porque a Secretaria Municipal de Saúde não está conseguindo contato com algumas famílias que se cadastraram para receber a vacina. Muitos telefones não completam a ligação, e em alguns casos, os cadastros estão com número errado. A vacina BCG faz parte do calendário de vacinação da rede pública de saúde da criança e a imuniza contra a tuberculose e também contra as suas formas graves. É oferecida às crianças com no mínimo dois quilos, logo após o nascimento e em dose única. A Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda a revacinação da BCG.