terça, 27 de fevereiro de 2024
terça, 27 de fevereiro de 2024
Cabo Frio
24°C
park logs
Park Lagos mobile
Cabo Frio

Uma geladeira cheia de calor humano

Equipamento instalado na rua é abastecido com doações de alimentos para quem precisa

22 agosto 2019 - 20h47Por Tomás Baggio I Foto: Tomás Baggio
Uma geladeira cheia de calor humano

Uma ideia simples e de grande impacto. Desde que uma geladeira foi colocada na rua, no centro de Cabo Frio, para servir a quem precisa de comida, a notícia se espalhou. A ação chamou a atenção e pessoas começaram a colaborar, colocando alimentos que ficam à disposição de quem está em situação vulnerável, sem dinheiro para comer.


A geladeira está instalada na Rua Casimiro de Abreu e a iniciativa é organizada pelos empresários do entorno. Durante o dia, ela fica liberada para quem quiser abrir. 


Para colaborar é preciso apenas seguir algumas regras relacionadas à qualidade dos alimentos. Podem ser colocados produtos em embalagem fechada e com informação sobre data de vencimento, entre eles, frutas, pães, doces e biscoitos. Já a lista do que não é permitido inclui bebidas alcoólicas, embalagens abertas, carnes cruas e, obviamente, alimentos com validade vencida.


Já quem precisa, abre a geladeira e se serve. A única orientação é para retirar apenas o que é necessário para o momento, lembrando que outra pessoa também pode procurar pela ajuda logo mais.


A iniciativa está sendo um alento para pessoas em situação de rua, como Antônio Carlos Gomes. Dormindo na rua, no bairro Vila Nova, e guardando carros no centro durante o dia em busca de alguns trocados, ele afirma que a geladeira está fazendo toda a diferença.


– Estou em um momento em que não me encontro nas melhores condições. Vamos levando. Mas isso aqui está quebrando o maior galho. Hoje mesmo tomei o café da manhã aqui. Consigo uns R$ 10 ou R$ 15 por dia ajudando o pessoal a parar o carro. Só uma quentinha já custa esse valor. Então toda ajuda é bem vinda – afirma ele.


Os empresários que estão organizando o projeto se dizem felizes com a forma com que a iniciativa foi recebida. 


– É muita gente com dificuldade, a gente vê isso a todo momento. O mais legal é que as pessoas que precisam estão tendo muito respeito e ficam muito agradecidas - afirma o empresário Ludécio Dias, da loja de roupas Extravasa.


O empresário Átila Mota, da Ótica Central, explica que a ideia partiu de duas amigas, e rapidamente os comerciantes toparam o projeto.


– A ideia partiu de duas amigas, a Rita de Cássia e a Isabela, que são moradoras de São Pedro da Aldeia e já fazem algumas ações voluntárias. Quando elas falaram, conversei com o pessoal aqui e decidimos abraçar. Estamos em um momento de muita dificuldade, no país, na cidade, a questão financeira está bem complicada, o número crescente de pessoas nas ruas, então qualquer ajuda é muito importante. Muitas vezes a gente só se queixa e não age. Tem que agir. É muito importante a ajuda de todos que puderem colaborar – diz Átila, lembrando que a iniciativa se espalhou em publicações na internet por vários lugares do Brasil.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.