Assine Já
domingo, 20 de junho de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 43349 Óbitos: 1676
Confirmados Óbitos
Araruama 10701 336
Armação dos Búzios 5211 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11551 622
Iguaba Grande 4461 107
São Pedro da Aldeia 5895 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
aposentada

Dona Matilde: um exemplo de cidadania

Conheça a história da aposentada que limpa a areia da Praia do Forte diariamente por conta própria 

04 outubro 2015 - 18h00

O dia nublado exibia um céu carregado de nuvens que ameaçavam se debulhar em lágrimas a qualquer momento. Mas o clima ameno da primavera era a desculpa usada por todos que curtiam a Praia do Forte naquela manhã de 1° de outubro. E, num cenário tão belo,  mais bela ainda era aquela senhora envolta numa luz diferente. Sem medo de chuva, determinada e focada no trabalho que realiza todos os dias, a carioca Matilde Bertoni, aos 70 anos, é exemplo de cidadania na cidade que ela escolheu para viver. Com várias sacolas nas mãos, ela recolhe, voluntariamente, o  micro lixo da Praia do Forte, trabalho que faz por amor à natureza e que chama a atenção de quem frequenta a praia.  Na Semana Nacional do Idoso, a reportagem da Folha destaca um exemplo que todos deveriam seguir. Afinal, quem é dona Matilde?
Folha - Por que a senhora escolheu Cabo Frio?
Matilde - Sou do Rio de Janeiro. Vim passar um fim de semana no Lido há muitos anos e achei maravilhoso. Sou praiana, adoro essa praia aqui. A Praia do Forte é tudo de bom.
Folha - Há quanto tempo que a senhora vem limpar a praia?
Matilde - Venho limpar pela manhã. Não tenho o que fazer e me imponho tarefas. Quero chegar aqui e ir até lá, quero limpar até ali, até lá, entendeu? Coloco metas e saio limpando.
Folha - Há quantos anos faz isso?
Matilde - Faço isso aqui na praia do forte há 3 anos, praticamente todo dia. Sábado e domingo não venho, o pessoal tá por aí, então é antiproducente. 
Folha - O que motiva a estar aqui todos os dias? O lixo não é de cada um?
Matilde - O que me motiva estar aqui é a praia. Se fossem conscientes  eu estaria nesse mar maravilhoso e não trabalhando. 

*Confira a entrevista completa na edição deste fim de semana