Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Uber

Uber consegue liminar na Justiça para circular em Cabo Frio

Secretário diz que entregará caso à Procuradoria e taxistas vão recorrer

19 maio 2017 - 10h19Por Redação I Foto: Divulgação
Uber consegue liminar na Justiça para circular em Cabo Frio

O aplicativo de transporte de passageiros Uber acaba de conseguir uma vitória na Justiça ao obter uma liminar que permite que os carros da empresa circulem livremente pela cidade. A liminar foi concedida pela juíza Sheila Draxler Pereira de Souza, da 2ª Vara Cível de Cabo Frio. Citado no documento como réu por abuso de poder, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Mauro Branco, disse que respeitará a decisão, mas que acionará a Procuradoria-Geral do Município.

– Vou acatar a liminar e me submeter a ela, já que existe decreto municipal que contraria a ordem da juíza. Vou enviar à Procuradoria para que eles definam quais as atitudes devem ser tomadas. Não faço o que quero, faço o que a lei determina – disse o secretário.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Cabo Frio, Josemário Moreira, o Baiano, afirmou que apoia a decisão da Prefeitura de acatar a liminar, mas que não ficará ‘de braços cruzados’. Ontem mesmo, Baiano reuniu-se com colegas de profissão para saber quais medidas serão tomadas.
– Há leis municipal e federal que impedem que o Uber circule. Vamos entrar com recurso – disse Baiano.

Em nota, a empresa disse que “mais uma vez, a Justiça reconheceu o direito constitucional dos motoristas parceiros da Uber de trabalhar com dignidade” e que “os motoristas parceiros prestam o serviço de transporte individual privado, que tem respaldo na Constituição Federal e é previsto em lei federal (Política Nacional de Mobilidade Urbana - PNMU Lei Federal 12.587/2012)”. Por fim, o Uber afirmou que em diversas cidades há decisões reforçando a legalidade da empresa e o direito de escolha da população.

No Congresso – No começo de abril, foi aprovado na Câmara dos Deputados o projeto de lei 5.587/16. Inicialmente, o PL serviria para regulamentar o Uber entre outras plataformas, mas a partir da inclusão da emenda do deputado Carlos Zarattini (PT -SP), que exclui o caráter privado da atividade, a proposta acabou desfigurada, uma vez que na prática, haverá novos táxis rodando, com permissão concedida pelas prefeituras, assim como já ocorre hoje em dia. Com a aprovação na Câmara, o PL seguiu para o Senado Federal, onde não tem data para ser votado.