Assine Já
domingo, 29 de novembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
uber

Uber chega à Região dos Lagos nesta sexta-feira

Cabo Frio, Búzios, Arraial e São Pedro são as cidades que contarão com o serviço

15 dezembro 2016 - 16h43
Uber chega à Região dos Lagos nesta sexta-feira

A Uber começa a operar a partir das 14h30 desta sexta-feira (16), inicialmente, em algumas cidades da Região dos Lagos. Cabo Frio, Búzios, Arraial e São Pedro da Aldeia são os municípios escolhidos. O número de carros disponíveis não é divulgado pela empresa, mas em todo o país já são mais de 50 mil parceiros.

Para começar a operar na região, a Uber vai disponibilizar o carro mais compacto, com preços mais acessíveis, chamado de Uber X. A tabela é a seguinte: para que o carro saia da base existe uma tarifa de R$ 2,25. O preço é calculado através da soma da distância e tempo, sendo o quilômetro calculado a R$ 1,37 e o minuto a Min R$ 0,20. Mas é importante ressaltar que assim que o usuário faz a solicitação da corrida no aplicativo, ele tem acesso ao preço total da corrida que irá pagar. Existe também uma taxa de cancelamento de corrida, cobrada a partir de cinco minutos da solicitação da mesma, que é no valor de R$ 6,00. 

Abaixo, algumas considerações da porta-voz da Uber, Leticia Mazon, Gerente de comunicação. 

"A tecnologia do aplicativo agrega ferramentas importantes que ajudam a trazer segurança, antes, durante, e depois de cada viagem realizada por meio da plataforma da Uber, tanto para parceiros como para usuários.

Antes

Ao chamar um Uber, é possível  acompanhar o trajeto dele até a chegada no ponto inicial, permitindo que o usuário aguarde a chegada do carro em segurança. Além disso, o usuário tem acesso a foto, nome do motorista, modelo e placa do carro. Vale lembrar que, para se cadastrar como motorista parceiro, é preciso ter carteira de motorista com licença para exercer atividade remunerada - EAR, e passar por checagem de antecedentes criminais. Os carros precisam ser cadastrados com a apresentação de Certidão de Registro e Licenciamento do Veículo, Bilhete de DPVAT do ano corrente. Existe um seguro APP que cobre motoristas e usuários em cada viagem, em caso de acidentes. Quando o usuário precisa contatar o motorista ou vice e versa, o número de telefone é anonimizado.

Durante

Ao longo do trajeto é possível compartilhar a sua localização e o tempo de chegada em tempo real com quem o usuário desejar, além do caminho sendo feito pelo motorista parceiro com qualquer pessoa por redes sociais ou mensagem. Caso o usuário tenha um Perfil Familiar, cada vez que uma pessoa cadastrada em seu perfil começa uma viagem, ele pode automaticamente acompanhar o percurso diretamente de seu celular.

Depois

Um ponto importante é o sistema de  "avaliação mútua" após cada viagem. Além de ser anônima, é ela que garante que a plataforma mantenha-se saudável tanto para motoristas parceiros quanto para usuários. Os motoristas precisam ter média de 4,6 (em uma escala de 1 a 5 estrelas) para continuar na plataforma. O usuário também pode ser desconectado da plataforma se tiver uma média baixa de avaliações ou conduta que viole os termos de uso. Após cada viagem, os usuários recebem um recibo com os detalhes do preço e o mapa do trajeto realizado. Caso o passageiro precise reportar algum incidente, a Uber conta com uma equipe de suporte ao usuário que analisa caso a caso.

Como chamar um Uber

Para chamar um carro, o usuário precisa apenas baixar o app em seu celular e criar uma conta. Aí é só abrir o app e apontar no mapa ou escrever o endereço de onde o motorista deve encontrá-lo.

IOS

ANDROID

Legalidade

A Justiça já reiterou diversas vezes que a Uber é legal no Brasil. Os motoristas parceiros da Uber prestam o serviço de transporte individual privado, que tem respaldo na Constituição Federal e é previsto em lei federal (Política Nacional de Mobilidade Urbana - PNMU Lei Federal 12.587/2012). Em setembro deste ano o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo declarou a inconstitucionalidade da Lei 16.279/2015, que buscava proibir o serviço de transporte privado realizado por meio de aplicativos como a Uber".