Assine Já
domingo, 29 de novembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cidade Viva

Turismo vai ganhar 'pacote de bondades'

Debate no auditório da Folha apresenta resultados imediatos

19 maio 2017 - 09h44Por Texto e foto: Gabriel Tinoco
Turismo vai ganhar 'pacote de bondades'

O turismo de Cabo Frio ganhou ontem, durante debate do Cidade Viva, verdadeiro pacote de bondade. Foram pelo menos oito sugestões discutidas e enumeradas que podem, a partir de agora, ressignificar o turismo do município, a começar por uma providencial parceria com a Estácio de Sá, que se dispõe a oferecer assessoria gratuita para a elaboração de roteiros históricos integrados.

O debate, que contou com a participação de pelo menos 25 representantes do trade turístico e de instituições culturais, abriu o ciclo “Cabo Frio e a sua Melhor Temporada”, que, em quatro distintos fóruns, vai debater diferentes temas de interesse da população. O encontro de ontem ganhou transmissão ao vivo pelo faceboock e foi considerado positivo pelos participantes.

Compuseram a mesa o secretário de Cultura Ricardo Chopinho, o vereador Rafael Peçanha (PDT), a presidente do Convention Bureau, Maria Inês; Ricardo Azevedo, o Cacá, da Prolagos, e o presidente do Sindicato dos Hotéis e Restaurantes, Carlos Cunha. Também estiveram presentes a presidente do Conselho Comunitário de Segurança (CCS), Patrícia Cardinot, os representantes do Turismo Beto Costa e Paulinho Ferreira, o historiador Luiz Guilherme Scaldaferri, Marco Antônio, da Asaerla, e o contador Ramires Rodrigues.

O mediador, professor e colunista da Folha, Paulo Cotias, ressaltou a importância de viabilizar as parcerias com o setor privado.

– Há uma lacuna legal para que possamos avançar com o fator público-privado. Primeiro,esbarramos no desconhecimento. Depois, no respaldo legal. Da Câmara vão sair os marcos regulatórios que vão definir se haverá a articulação entre o público e o privado – diz.

Já o vereador Rafael Peçanha pensa o turismo histórico como fonte de receita.

 – Precisamos aumentar a integração. Pouco valem os estudos se ficarem restritos às salas das universidades. A parceria é fundamental para Cabo Frio como forma de aumentar a arrecadação. Se não, entra governo e sai governo e o problema com pagamento de servidores e prestadores de serviços continua – afirma.

Já Cacá recorreu a um exemplo do passado para reforçar a necessidade de parcerias.

 – Tem que entregar o patrimônio para quem pode cuidar: construir um hotel perto da Fazenda de Campos Novos. Em contrapartida, a empresa queria
restaurar o lugar. Não aceitaram. Hoje, a fazenda está caindo aos pedaços – lamentou.

A próxima rodada, em data a ser definida, será sobre “Serviços Públicos, a cidade que queremos”.

* O Cidade Viva/Debates tem o apoio da Associação Comercial e Industrial (Acia) e o patrocínio da Prolagos e do Restaurante Comilão.

Confira as propostas levantadas na edição impressa da Folha desta sexta.