Assine Já
domingo, 13 de junho de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
17ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 42533 Óbitos: 1631
Confirmados Óbitos
Araruama 10478 329
Armação dos Búzios 5144 57
Arraial do Cabo 1486 81
Cabo Frio 11320 600
Iguaba Grande 4350 105
São Pedro da Aldeia 5809 254
Saquarema 3946 205
Últimas notícias sobre a COVID-19
trt

TRT faz paralisação de dois dias

Servidores da Justiça do Trabalho vão aderir à paralisação nacional

02 junho 2015 - 08h55
TRT faz paralisação de dois dias

Rodrigo Branco

A maior parte dos servidores do Tribunal Regional do Trabalho de Cabo Frio paralisará suas atividades hoje e amanhã para reivindicar reposição salarial com base nas perdas da inflação, referentes aos últimos nove anos.

O movimento dos funcionários da secção cabofriense do Trbunal acontece simultaneamente à paralisação nacional, que envolverá mais de cem mil servidores das Justiças Eleitoral, Federal e do Trabalho em todo o Brasil.

Segundo o movimento, liderado pelo Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio de Janeiro (Sisejufe), o índice acumulado das perdas inflacionárias a partir de 2006, foi de quase 70%, ao pasos que a reposição salarial foi de apenas 15,8% no mesmo período.

Segundo o analista judiciário Marcelo Oliveira, a adesão ao movimento em Cabo Frio é total, à exceção de uma parcela mínima de funcionários que continuarão trabalhando, conforme previsto em lei.

– Sim. Na verdade, a adesão é de 100% em Cabo Frio. Quero dizer: mesmo os 30% estão ade rindo ao movimento, mas estarão cumprindo a exigência legal de 30% de plantão. Em relação as negociações, o projeto de lei que repõe as perdas ficou muitos anos parado no Congresso. Esse ano avançou na Câmara e está pronto para o Senado votar – explicou.

Marcelo se refere ao Projeto de Lei Complementar (PLC) 28/2015, que tramita no Congresso desde 2009. A matéria propõe a reposição das perdas salariais em seis parcelas semestrais, entre 2015 e 2017.

Em nota, a categoria confirmou que o atendimento ao público continuará sendo feito nos próximos dois dias, mesmo com o contingente reduzido em 70%. Desta forma, serão mantidas as atividades urgentes e essenciais, bem como o atendimento aos advogados e aos cidadãos em geral.

Na última quarta-feira, os servidores do TRT de Cabo Frio já tinham feito uma paralisação de duas horas, no início da tarde, para protestar e pedir a aprovação do PLC. No entanto, além da boa vontade dos senadores, a categoria precisa negociar com a equipe econômica do Governo e com a cúpula do Supremo Tribunal Federal, presidido pelo ministro Ricardo Lewandowski.