Assine Já
segunda, 30 de novembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Verão

Temperaturas ficam acima da média neste fim de ano em parte do Brasil

Aquecimento global e El Niño são principais motivos para o verão mais quente

12 dezembro 2015 - 17h13Por Filipe Carbone

Com temperaturas que prome­tem ultrapassar os 40ºC por vários dias seguidos, o verão deste ano, que terá início no dia 22 de de­zembro, às 2h48, promete ser um dos mais quentes da história. No Rio de Janeiro, a expectativa é de que os termômetros registrem um calor de 4ºC acima da média. Um dos principais motivos pelas altas temperaturas será uma combina­ção climática inédita: a elevação da temperatura média do planeta por conta do aquecimento global e o fenômeno El Niño intenso.

A previsão do super El Niño é de que ele seja um dos mais in­tensos já registrados. De acordo com a Orientação Meteorológica Mundial, este fenômeno será um dos quatro mais quentes dos últi­mos 65 anos – razão pela qual o verão 2015/16 entre para a histó­ria como um dos mais quentes e secos em grande parte do país, já que a ausência de chuva será uma das marcas da temporada. Apesar da chuva acima da média no su­deste nesta primavera, a expectati­va para o verão é mais animadora do que a do último ano – quando o país enfrentou uma grave crise hídrica –, ainda assim, a falta de chuvas será a maior influência para as elevadas temperaturas.

Calor em Cabo Frio – Na úl­tima quinta-feira (10) a cidade de Cabo Frio já começou a sentir os efeitos do que pode ser o verão deste ano. De acordo com dados do Redemet Dados de Aeroportos, os termômetros chegaram a registrar 36ºC e sensação térmica chegou aos 46ºC.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa deste fim de semana (12 e 13)