Assine Já
quarta, 25 de novembro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11693 Óbitos: 534
Confirmados Óbitos
Araruama 2347 117
Armação dos Búzios 1025 16
Arraial do Cabo 364 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1069 40
São Pedro da Aldeia 1801 75
Saquarema 1462 89
Últimas notícias sobre a COVID-19
taxistas

Taxistas vão tentar derrubar emendas de Lei do Uber aprovada no Senado

Sem artigo que obriga placa vermelha, texto volta à Câmara na semana que vem

02 novembro 2017 - 11h06Por Rodrigo Branco | Arquivo Folha
Taxistas vão tentar derrubar emendas de Lei do Uber aprovada no Senado

Não foi exatamente como os taxistas esperavam, mas a aprovação no Senado do projeto de lei complementar 028/2017, que regulamenta os aplicativos de transporte individual de passageiros, ainda assim foi visto como uma ‘vitória’. Ain- da assim, a mobilização da categoria continua, uma vez que o texto agora volta para a Câmara, que pode derrubar as emendas aprovadas, como as que elimina a necessidade de placa vermelha e do motorista ter o veículo no nome dele. 

A expectativa é que os deputados votem o assunto já na semana que vem. Caso a Câmara decida manter as modificações propostas no relatório do senador Pedro Chaves (PSC-MS), a lei vai para sanção ou veto do presidente Michel Temer (PMDB). Apesar da descaracterização da PLC, o presidente do Sindica- tos dos Taxistas de Cabo Frio (SindiTáxis), Josemário Moreira, o Baiano, disse ter ficado satisfeito.

– Foi um ano de luta com a categoria. As empresas vão poder ser fiscalizadas. Não como deveria ser porque a placa vermelha não passou. A população vai ter certeza de quem vai conduzir ela, vai ter que tirar antecedentes criminais. A empresa lucra milhões e não paga impostos. Lutamos por direitos iguais. Alguns disseram que o Uber ganhou, mas não ganhou nada. Dos milhões que eles arrecadam, município vai ter uma fatia do bolo. Vim para lutar pela categoria, mas o município também vai ser beneficiado – diz Baiano, que se reuniu com o deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP).

Por sua vez, o secretário de Mobilidade Urbana, Mauro Branco, prefere manter a cautela e aguardar o desfecho da discussão.

– A gente entende que a melhor opção seria a colocação da placa vermelha, mas vamos aguardar a definição do Congresso para ver qual encaminha- mento vai ser dado. A gente tem uma definição clara: todo prestador de serviço tem que ter placa vermelha – pondera. Por parte dos aplicativos, o sentimento também é de vitória com o resultado no Senado.

Em nota, o Uber afirmou que “o Senado Federal ouviu as vozes dos mais de 500 mil motoristas parceiros e dos 17 milhões de usuários da Uber, retirando do texto PLC 28/2017 muitas das burocracias desnecessárias propostas, como a exigência de placas vermelhas”. A empresa também agradeceu “a todos que se envolveram no debate para a construção do futuro da mobilidade nas cidades brasileiras”.